sexta-feira, 22 de julho de 2016

ENTREVISTA COM LUCAS CHROBALLS, AUTOR DE STRIKER

Geração Wattpad: A rede social Wattpad com certeza mudou as relações no mercado editorial, pois tanto lá fora, quanto aqui no Brasil, autores que não tinham espaço para seus originais, encontram retorno de seus fãs a oportunidade de enfim serem publicados por grandes editoras. Inaugurando nossa Coluna de Entrevistas, batemos um papo com Lucas Chroballs que tem apenas 17 anos e é de Diadema, São Paulo.
Sinopse: Alice Garsea, mais conhecida como Striker no mundo atual, era uma menina que morreu aos seis anos no ano de 1506 d.C., queimada na fogueira, acusada de bruxaria. Deus ficou com pena de sua alma e a concedeu ordem para ir ao paraíso e se tornar uma querubim. Ao chegar ao paraíso, descobriu na biblioteca celestial segredos sobre o universo que somente seres como arcanjos e Deus sabiam, logo, Miguel a expulsou do paraíso e a mandou para o inferno. Deus novamente teve pena da pobre menina e a deu uma segunda chance a mandando para o purgatório. Ao chegar lá, ficou algum tempo ate que o lugar foi invadido por demônios a mando de Lúcifer. Alice então usou aquilo que aprendeu nos livros da biblioteca celestial e escapa do purgatório e vai parar na Era Atual, mas com um corpo mais velho. A sua chegada nessa Era tem como primeiro trajeto a cidade de Vanilla, cuja a mesma é governada pela igreja católica e suas leis se baseiam na Bíblia. Vilões de todos os lugares aparecem, aliados se juntam.
Como surgiu a ideia de escrever "Striker"? Veio quando eu pensei: “Existem tantos heróis, mas nenhum luta por uma ideologia política, então vou criar a minha historia com os personagens mais legais que eu posso imaginar”.
Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Demorei mais ou menos um ano para pensar o primeiro capitulo – sim, um ano – mas a história ainda está em andamento e estou feliz com os resultados.
O que o leitor pode esperar de "Striker"? Grandes personagens com um passado bem intenso e forte, que ao longo dos capítulos serão desabrochados. Em primeira estancia, você pode pensar que a historia é algo muito fácil de entender e ela só esta lutando contra a ditadura da cidade, mas não. Cada arco conta uma historia e ambas se ligam e criam coisas que estão além de cuidar de uma cidade.
Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Sempre admirei as obras de J.K. Rowling e Stephen King, mas posso dizer que o Tokien é um dos meus favoritos também. Sim, eles me inspiraram tanto na imaginação quanto na forma de escrever, mas acho que desenvolvi minha própria maneira de escrever.
Se "Striker" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Cherry Bomb – The Runaways.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Eu somente escrevo porque tenho ideias criativas e quero que as pessoas se divirtam com elas.
Deixe uma mensagem para nossos leitores: Sempre abra uma janela aonde as pessoas te fecham uma porta.
Leia gratuitamente Striker clicando aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: