segunda-feira, 15 de agosto de 2016

ENTREVISTA COM JÚLIA SANTANA, AUTORA DO LIVRO DE CORPO E ALMA

SINOPSE: Se um olhar puder revelar a essência de um grande amor... Você verá nele o entrelaçar de corpos e almas.  Ela é uma bela camponesa. Uma jovem de apenas 16 anos, simples e de bons sentimentos se vê presa por uma dívida que não é sua. Para poupar a vida dos pais, Júlia é levada como presente para o único herdeiro dos credores de seu pai. Constantini. Apenas ouvir esse nome já desperta a raiva da pequena mulher.  Mateus é filho único, aquele em quem o pai deposita toda a sua confiança, bem como todas as frustrações. Convivendo diariamente com a frieza dele, Mateus se tornou tão duro por dentro, quanto frio por fora. Nada pode abalar as certezas do futuro dono de todas as terras e dos pequenos vilarejos.  O que aconteceria se todas as certezas fossem abaladas? E se a raiva e a ganância se tornarem tão pequenas a ponto de não impedir que o amor aconteça?


Como surgiu a ideia de escrever "De Corpo e Alma”? Bom, sempre gostei de romances históricos, os filmes, as falas e as roupas em si me encantavam. Estava deitada em minha cama, lendo um livro de romance – A Rosa do Inverno de Patrícia Cabot – e veio em mente algumas cenas e, claro, saí correndo para escrever rsrs. Vou dizer, não é fácil escrever um romance histórico, mas, para quem gosta, não há nenhuma dificuldade. 

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Bom, eu ainda estou escrevendo a minha obra, pretendo terminá-la antes do meu aniversario. 


O que o leitor pode esperar de "De Corpo e Alma”? O romance em si mostrará que, apesar da raiva e da ganância, o amor pode, sim, transformar uma pessoa, que não importa quanto tempo leve, pois todas as vidas se juntarão em uma só alma.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever "De Corpo e Alma"? Nossa! É difícil escolher minha autora preferida, amo todas. Mas, tenho certa paixão pela Jane Austen, gosto da forma com a qual a história dela me cativa. 

Se pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Bom, seria Chopin – Spring Waltz, uma linda música clássica tocada ao piano. Sempre que a ouço imagino meus personagens, a forma em que eles se olham – isso é a minha imaginação. – mas, o que eu posso dizer é: escute. Ela é linda. 
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? No momento, não estou trabalhando, apenas escrevo. 

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Nunca em sua vida abaixe a cabeça para o que as pessoas lhe dizem, vocês são melhores do que qualquer um é capaz de dizer. Não importa o que aconteça, cada um terá uma vida brilhante se fizer por merecer! 

Júlia Campos tem 22 anos e é de Vila Velha - ES.

PARA LER "DE CORPO E ALMA" CLIQUE AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: