terça-feira, 9 de agosto de 2016

RESENHA: ANTES DE MORRER

SINOPSE: Tessa é uma menina de 16 anos que tem uma doença incurável. Diante de seu imutável destino, ela organiza uma lista com o que gostaria de fazer antes de sua morte e parte em busca de realizá-la: se apaixonar, ter a primeira relação sexual, dirigir escondida, roubar coisas numa loja... Viver o tempo que resta. Um tema doloroso, passado com leveza e doçura, em um texto verdadeiro e tocante, sem ser piegas.



O livro é narrado em primeira pessoa pela Tessa Scott, que está com 16 anos e tem leucemia linfoblástica aguda, câncer em estágio avançado, ela tem certeza de que vai morrer e até o próprio médico disse que muitos medicamentos não poderão mais ajudá-la e que ela deve viver, ou seja, aproveitar a vida da maneira que lhe convém, e ela resolve pôr em prática a sua lista que tem como objetivos: sexo, responder sim a tudo durante um dia, usar drogas (o que infelizmente não é tão diferente dos medicamentos que ela tem que tomar), fazer algo ilegal, entre outras coisas; tudo para que ela aproveite a vida o mais intensamente possível, para que quando ela parta não tenha o arrependimento de não ter vivido determinada experiência.


A mãe de Tessa abandonou a família (que é composta pela Tessa, pelo pai e o irmão mais novo) quando ela era criança e só voltou quando ela tinha 13 anos, depois de perceber que sua filha realmente estava doente e que não era apenas uma desculpa para ela voltar para casa. O pai da Tessa tenta ser o super-homem, ele abdicou de aproveitar a vida para se dedicar integralmente a filha. É muito bonita a relação de interatividade e companheirismo dele com os filhos. O jeito que ele lida com a doença e a morte iminente dela é emocionante. E várias vezes ele fica desnorteado e preocupado com as ações geradas pela lista da filha, ficando sem saber ao certo o que fazer.


Tessa tem uma amiga maluquinha que é a Zoey e confesso que essa personagem no inicio não me agradou, acho que é por ela não ter sido muito compreensiva, insensível e por forçar a barra, mas bem ou mal ela sempre estava lá pela Tessa. Mas no decorrer do livro, a história dela se desenvolve e vendo tudo o que ela passa, você a entende, entende o porquê dela ser assim e o porquê das atitudes dela. Tessa fica mais próxima do seu vizinho, Adam, que a apoia e ajuda a cumprir alguns itens da sua lista, e que, infelizmente também dá várias "bolas fora" o que machuca Tessa, sentimentalmente falando, até que ele começa a tomar certas atitudes e ambos começam a se apaixonar. Em momento algum Adam desiste dela, mesmo sabendo da doença, mesmo sabendo que ela iria morrer, mesmo sabendo que a historia dos dois  não seria pra sempre. 


O irmão de Tessa, Cal, é um menino meigo e ama muito a irmã, é de tocar o coração o quanto ele se importa e o quanto sofre pela Tessa.  E ele tem um destaque no final bem bacana. Tessa tem alguns momentos de introspecção e começa a ‘‘viajar na maionese’’. Ela começa a pensar coisas que não tem nada a ver com a situação ou a analisar muito profundamente algo, o que nos deixa na dúvida se ela realmente é assim ou se está delirando. Com o tempo, ela vai cumprindo a lista e vai aprendendo a aproveitar a vida, aproveitando o tempo que ela tem. E ai é a partir dai que você começa a sofrer com ela.


Durante a narrativa, esperamos um milagre, mas essa é uma história bem realista e infelizmente, não ocorre nenhum milagre com relação à cura da protagonista. Esse é o tipo de livro que nos faz refletir e sermos gratos pelo que temos, independentemente do que seja, nos faz valorizar os pequenos e bons momentos que já passamos com aqueles que amamos e vermos o quanto aquele momento nos deixou feliz e nos influenciou positivamente. Se você não gosta de livros que tenham personagens doentes e sofrendo, não recomendo o livro, mas se você gosta de ver personagens humanos, uma bela estória de auto superação, amadurecimento e que tenha uma lição de vida, recomendo que você leia Antes de Morrer.

Existe ainda o filme, inspirado no livro chamado "Agora e Para Sempre" (Em Inglês, "Agora está bom") estrelado por Dakota Fanning.

2 comentários:

  1. Gostei do seu blog, hein?
    Não sabia que tinha um livro desse filme! Pior que nem o filme eu ainda n assisti, mas está na lista!
    É bom saber que a história é mais realista!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol! Obrigado! Que bom que gostou, fico feliz de verdade! Recomendo o livro e o filme (atuação da Dakota está PERFEITA)! Bjs ;)

      Excluir

Comente com o Facebook: