quinta-feira, 29 de setembro de 2016

ENTREVISTA COM VITORIA CURVELLO, AUTORA DE ANDANDO EM APUROS

SINOPSE: Sabe quando você está cansado? Das mesmas coisas, os mesmos hábitos, os mesmos gostos, os mesmos lugares, as mesmas pessoas, do que se tornou, das batalhas, de perder, de ganhar, cansado de si mesmo. Essa era a situação dela. Mas dela quem? Nem ela saberia responder essa pergunta, afinal, quem era ela? O máximo que poderia te responder era seu nome com uma grande tristeza nos olhos e cansaço na voz.  Prazer, ela sou eu! Eu poderia inventar historias pra te contar, historias de uma vida perfeita e feliz, sobre uma garota que é e sempre foi feliz, alegrar seus corações e fazerem pensar como sou uma garota de sorte. Mas não, não preciso imaginar algo, nem quero, estou muito cansada para isso. Por isso vou lhes apresentar a minha própria historia, real e verdadeira, fodidamente verdadeira. Acho que quando eu acabar de contar vocês não vão querer ficar, mas tudo bem, nunca ninguém fica. Sintam a minha solidão, meus medos, minha raiva, meu ódio, minhas lutas, minha dor. Vivam minha vida se tiverem coragem e mergulhem na minha escuridão. Mas será que vocês podem aguentar como eu aguentei?


Como surgiu a ideia de escrever "Andando em Apuros”? Escrever Andando em Apuros é um caso bem diferente e especial. Digo isso, pois não foi uma ideia que surgiu ao acaso, simplesmente foi uma historia real que foi confiada a mim. E agora é meu trabalho retratar ela para as outras pessoas da melhor forma possível. Existe uma Kate de verdade, com uma vida trágica real, ela está por aí e minha obrigação é mostrar ao mundo que ela é uma guerreira, que superou tudo, queda após queda. E principalmente mostrar que nós sabemos que existem outros como ela, enfrentando suas pequenas lutas e que eles também são capazes de vencer.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? A historia ainda não está totalmente escrita e posso adiantar que a historia da Kate irá demorar para chegar ao fim.

O que o leitor pode esperar de "Andando em Apuros"? É uma historia que foge do comum, do clichê. E isso acontece, pois mostra as intempéries reais da vida, de uma vida nada fácil, aliás. Por isso, esperem altas emoções, se preparem para altos e baixos, para ganhos e perdas, esperem de tudo, afinal a vida é cheia de surpresas. 

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Definitivamente meu autor preferido desde criança é Sidney Sheldon. Ele é um deus pra mim rs, tenho por volta de 30 livros dele. Ele me inspira muito, de diversas formas, mas ainda não escrevi nada do gênero que ele apresenta, até mesmo, pois sou nova como escritora, acho que eu tenho muito a aprender antes de me aventurar a seguir os passos do grande mestre Sheldon, mas um dia me arriscarei por esse caminho. 

Se "Andando em Apuros" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Essa é uma pergunta inusitada rs. Durante o decorrer da minha obra eu apresento diversas músicas, músicas que realmente se encaixam com os sentimentos e fatos, músicas que a Kate realmente escutou e sentiu uma ligação. A trilha sonora é extremamente importante na minha obra, completa ela de uma forma surpreendente. E se eu tivesse de escolher uma música pra representar minha obra nesse momento seria impossível, pois várias músicas são perfeitas para retratar Andando em Apuros, tanto que já estou trabalhando em uma playlist do Youtube pros meus leitores com a trilha sonora perfeita. 

Você segue carreira apenas como escritora ou tem outra profissão? Eu trabalhei um bom tempo como Web Designer, ainda trabalho com isso, mas em quantidade reduzida. Hoje em dia minhas prioridades são me dedicar à faculdade de Medicina e a escrever. 

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Andando em Apuros fala sobre a vida de Kate. Mostra uma jovem que tenta resolver os problemas que o destino coloca em seu caminho, assim como superar os grandes traumas que teve na infância. Nada nunca foi fácil na vida dela, e não será agora que vai começar a ser. É uma historia repleta de lições sobre a vida, amizade, problemas e amor. Como mencionei antes, a "Kate" realmente existe e me foi permitido contar sua historia, pois sabemos que existem muitas outras (os) como ela, com histórias semelhantes. Esta é uma obra que vale a pena ler, não importa se quem estiver lendo tenha fatos em comum com a história ou não possua nada semelhante, pois a "Kate" pode ser você, sua irmã, sua mãe, vizinha, amiga da escola ou do trabalho, ela pode ser qualquer um. O que realmente queremos é que todos saibam que não estão sozinhos, não mais. Essa é a nossa mensagem para todos, homem ou mulher, vocês fazem parte da família da "Kate" e de Andando em Apuros. Vocês não estão mais sozinhos, e quando estiverem cansados lembrem-se, nós estaremos aqui, por vocês e para vocês!

Vitoria Curvello tem 22 anos e mora em Rosário - Argentina.

PARA LER "ANDANDO EM APUROS" CLIQUE AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: