quarta-feira, 19 de outubro de 2016

ENTREVISTA COM MOHANNA PFITSCHER, AUTORA DE HERDEIROS - A PERPETUAÇÃO DO MAL

SINOPSE: Amy Elwanger poderia ser apenas mais uma adolescente de sua cidade, se não fosse por um único fato que nem mesmo ela sabia. Tendo que encarar a difícil verdade que sempre foi escondida de sua mãe, ela descobre um pouco sobre a sua ascendência. Após o abandono recente das únicas pessoas que ela realmente se importava e a descoberta que tanto lhe assustou, ela se vê em uma difícil missão de adaptação, para assim, poder esquecer de vez seu passado e aproveitar da melhor forma possível seu presente e futuro. Com alguns novos amigos e com a vida e com a vida começando a tomar, Amy logo fica de frente com uma difícil decisão que pode não apenas abalar a sua vida, mas sim a de pessoas que ela aprendeu a amar. Ela agora corre contra o tempo, tudo depende de quem não tinha tanto valor antigamente, mas que a partir desse momento, vale mais que diamante. Entre e conheça o pequeno clã de Herdeiros e, descubra que o mal, nem sempre é como aparenta ser.


Como surgiu a ideia de escrever “Herdeiros - A Perpetuação do Mal”? Foi no final do ano passado (2015) em que comecei a esboçar meu primeiro livro. Eu tive a ideia através de uma "brincadeira" com a minha irmã, quando disse que tornaria aquilo em realidade, foi algo sem descrição, tamanha felicidade. A princípio eu estava escrevendo um romance, era simples, muito clichê e após passar um longo tempo em bloqueio, acabei desistindo. Eu queria deixar de escrever, mas a vontade permanecia morando em mim, então comecei a pensar em algo não muito específico. A meu ver, todos os atos que são feitos tem um motivo e eu quis transmitir isso. Mas como? Passei dias pensando e quando minha mãe me contou sobre um pesadelo que teve achei o tema no qual eu poderia me aprofundar, tive a oportunidade perfeita de, enfim, achar o que eu realmente queria escrever. Não romance, mas sim, fantasia.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Meu primeiro livro ainda está em fase de desenvolvimento, neste caso, não está finalizado, mas já tenho tudo mais que planejado, assim como os dois que ainda escreverei (sim, Herdeiros será uma trilogia). Mas até março do ano que vem, quero ter finalizado o primeiro. Eu sei, muito tempo.

O que o leitor pode esperar de “Herdeiros - A Perpetuação do Mal”? O leitor pode esperar de Herdeiros nada mais e nada a menos do que algo que faça você refletir. Pode esperar as melhores sensações que um leitor pode ter, essa estória é sobre perdas, medo, sofrimento, traições, abandonos, tristeza, mas não só coisas ruins, pode esperar amor, romance, bondade, até porque esse livro é sobre o amor e o sofrimento, sobre o medo e a coragem de vencê-lo. Pode esperar de tudo, por que esse livro é sobre os sentimentos.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever?  Bem, sem querer ser puxa-saco, mas uma das minhas autoras preferidas é minha leitora beta (Camila Martins), por que os livros dela mexem com o leitor, faz ele chorar, rir e sempre permanecer a ler cada vez mais o livro, eu quero o meu assim. Camila te faz sonhar alto enquanto você lê e não tem sensação melhor do que essa. Mas, claro, tenho outros autores como John Green, Nicholas Sparks, Stephen King, Veronica Roth entre outros, ambos me fazem parar e pensar o que escrever e me fazem persistir a escrever, já que algum dia eles começaram como eu, um dia, eu poderei ser como eles.

Se "Herdeiros - A Perpetuação do Mal" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? São tantas opções de músicas, mas com certeza colocaria as da Banda Evanescence, até por que a música do meu primeiro book trailer foi deles, além de eu amar a semelhança da cantora com as características da minha personagem principal, além de ambas dividirem o mesmo nome.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Como muitos deve imaginar por causa da minha idade, ainda não trabalho, o que me dá mais tempo para escrever. Sou estudante e estou no ensino fundamental no período da manhã e passo a tarde livre escrevendo e arrumando ideias para colocar no livro.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Primeiramente, quero agradecer ao blog por me dar essa oportunidade de vir aqui e apresentar um pouco sobre minha paixão pela arte de escrever. Quero agradecer a cada um que parou de fazer algo para ler está entrevista, quero agradecer a quem dedicou seu tempo para ler e conhecer um pouco sobre Herdeiros, não apenas eu agradeço, mas eles também. Quero deixar um obrigado especial aos meus leitores por me acompanhar nessa longa caminhada no qual estou embarcando. E para vocês, escritores, que muitas vezes pensam em desistir de escrever, peço para que continuem. Porque, como costumo dizer, o mundo é uma folha em branco no qual nós colorimos com as mais belas cores. Vamos espalhar cor pelo mundo, vamos pintar as mais perfeitas telas. Obrigada a todos. 

Mohanna Pfitscher tem 14 anos e mora em Araranguá – SC.

PARA LER "HERDEIROS - A PERPETUAÇÃO DO MAL" CLIQUE AQUI!

4 comentários:

  1. Ahhhhhhhhhhhhh Mohanna, sua lindeza, quer me matar do coração? Eeeeu sua autora preferida e citada milhares de vezes na sua entrevista é muito pra mim, sinto que estou falecendo kkkkkkkkkkkkkk Sua linda, desejo um mundo de sucesso e realizações pra você e saiba que estou aqui, basta gritar A no inbox <3 te amooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Adorei a entrevista! Fiquei curiosa... vou dar uma espiada no seu livro!

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook: