quinta-feira, 13 de outubro de 2016

ENTREVISTA COM RICARDO ALEX. SSANTOS, AUTOR DE LÁGRIMAS DE ANJO

SINOPSE: “Eu não aguento mais essa vida! Não suporto mais viver assim! Sinto falta da minha mamãe!”... Esses são os pensamentos de Virgínia Mayumi Suzuki, uma garota com apenas 14 anos que é mantida presa dentro de sua própria casa e tratada como uma escrava doméstica e sexual desde os dez anos de idade. O responsável por essa crueldade é seu próprio pai, um perigosíssimo traficante chamado Leonardo, que além de maltratá-la e torturá-la de várias maneiras, ainda se aproveita de seu corpo feminino prostituindo-a para seus amigos em troca de muito dinheiro. Então, após sua presença tornar-se um empecilho e sua vida entrar em contagem regressiva, Virgínia decide arriscar uma ousada fuga de seu cárcere para ir em busca de verdades à respeito do misterioso desaparecimento de sua jovem mãe.


Como surgiu a ideia de escrever “Lágrimas de Anjo”? Eu obtive várias fontes de ideias, mas o cinema foi a principal. Isso por que, inicialmente, eu queria criar uma obra cinematográfica. Agora, em relação ao enredo da história, minha ideia veio de nosso mundo real. A história é fictícia, mas aborda fatos de nossa realidade.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Posso dizer que foi bastante tempo. Comecei a escrever quando tinha 16 anos (por volta de 2009), e depois de pronto o rascunho, fui editando e editando até ficar perfeito a meu ver. Mesmo assim eu ficava insatisfeito e reeditava tudo novamente. Cheguei a desistir e abandonar tudo por semanas. A história mudou de enredo duas vezes até ficar perfeita. Depois, tive um enorme contratempo após ser assaltado e precisei recomeçar tudo de novo.

O que o leitor pode esperar de “Lágrimas de Anjo”? Uma história com tema forte e diferente de tudo já visto na literatura nacional. Uma história que lhe prenderá do princípio ao fim e lhe transmitirá cada sentimento dos personagens. Lágrimas de Anjo promete romance, ação, drama, mistério, um pouco de comédia, reviravoltas e várias surpresas. Inclusive, ela foi escrita de modo que transporta totalmente o leitor para dentro do mundo da história, podendo até ver os personagens e as cenas acontecendo bem diante dos olhos enquanto lê. É como um filme se passando em sua mente.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Não possuo.

Se “Lágrimas de Anjo” pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Como originalmente “Lágrimas de Anjo” foi criado para ser um filme, eu tenho em mente uma lista de músicas perfeitas que se encaixariam como trilha sonora, e por tanto, eu não falo sobre isso por receio de alguém aproveitá-las. Isso por que, meu desejo era fazer dessas músicas as trilhas sonoras exclusivas de meu filme.

Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Na verdade eu não penso em seguir uma carreira de escritor. Eu escrevo por paixão. E também, viver da carreira de escritor no Brasil é sinônimo de passar fome, pois dificilmente escritores novatos conseguem se destacar em meio aos grandes escritores que aqui existem, e também, o preconceito de muitas pessoas por obras nacionais dificulta muito. Por isso, pretendo manter a escrita com uma simples paixão e seguir carreira em outra área mais “garantida”. Afinal, precisamos pagar nossas contas né...

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Não tenho muito que dizer, mas, acima de todas as dificuldades, devemos seguir firme com nossos sonhos e jamais desistir. Particularmente falando, minha história é linda! É uma linda história de amor e superação, e possui um tema forte, falando sobre uma realidade ruim que não recebe a devida atenção. No caso, me refiro à exploração sexual e abuso de menores, violência doméstica, prostituição de menor e cárcere privado, a mulher no ponto de vista de maioria dos homens, e vários outros riscos que mulheres e jovens garotas correm em meio à sociedade machista atual. Porém, ninguém dá atenção para uma linda história que diverte e até ensina e conscientiza, mas quando um autor qualquer escreve uma história erótica, ele sim recebe a atenção de todos. Isso me desencoraja um pouco, por que não quero escrever o que eu não gosto para as pessoas gostarem. Quero escrever o que me der na cabeça de escrever, e ver as pessoas gostando do que criei. Ainda sim, me sinto obrigado a seguir em frente, por que sei que algumas pessoas poderão gostar, e é para elas que deverei elevar minha atenção. Meu lema é: seguir em frente sem pensar em desistir. Se pensar em desistir, desista de querer desistir.

Ricardo Alex. Ssantos tem 23 anos e mora em Belo Horizonte - MG.

2 comentários:

Comente com o Facebook: