quinta-feira, 20 de outubro de 2016

RESENHA DO LEITOR: CAIXA DE PÁSSAROS

SINOPSE: Quatro anos depois de tudo ter começado, restaram poucos sobreviventes, incluindo Malorie e seus dois filhos pequenos. Morando numa casa abandonada próximo ao rio, ela sonha há tempos em fugir para um local onde sua família possa ficar em segurança. Mas a jornada que tem pela frente será assustadora: 32 quilômetros rio abaixo em um barco a remo, vendados, contando apenas com a inteligência de Malorie e os ouvidos treinados da criança. Uma decisão errada e eles morrem. E ainda há alguma coisa os seguindo será que é um homem, um animal ou uma criatura desconhecida?


HÁ ALGUMA COISA LÁ FORA... Em um mundo de recursos escassos, olhos vendados e um terror persistente, encarar os próprios medos é apenas o inicio da viagem. Após quatro anos, Malorie vive em uma casa abandonada com seus dois filhos: Garoto e Menina, coberta por cobertores aonde não se pode passar nem sequer uma brecha de luz, um lugar onde habita o medo e onde se têm assustadoras e cruéis lembranças. 


Mas como tudo começou? E quem ou o que será a criatura que ninguém pode olhar? Tudo se inicia há quatro anos, em um mundo aparentemente ainda normal e com habitantes ainda donos do seu consciente. Malorie havia acabado de se mudar com sua irmã, Shannon, para São Petersburgo, onde sua maior preocupação era sua gravidez, mas em sua volta tudo estava se transformando em um completo caos, algo estava acontecendo e ninguém sabia o que era e ninguém podia investigar.


Novos noticiários cada vez mais frequentes dos misteriosos suicidas, a única coisa que sabiam eram que – QUANDO ALGUÉM AVISTAVA ALGO, LOGO COMETIAM ATOS DE SUICÍDIO E TAMBÉM MATAVAM QUEM PODERIA ESTAR POR PERTO. Malorie não querendo acreditar no que poderia estar acontecendo, se conservava firme, no entanto (até sua irmã ser uma das vitimas) tudo ao seu redor começou a caminhar diferente, seu pavor foi aumentando e as pessoas já não levavam mais uma vida comum, casas todas protegidas e os indivíduos mantendo seus olhos fechados, para não serem as próximas vitimas.


Em seu romance de estreia Josh Malerman trás uma comovente e fascinante historia, de um mundo pós-apocalíptico, a trama da historia trata-se de um suspense, dando um ar adoravelmente sombrio. Esse foi o primeiro livro que li do gênero, o que aguçou ainda mais meu gosto para mergulhar de uma vez nesse estilo literário. A historia vai alternando, entre o passado e o presente, com a narrativa em terceira pessoa. Nessa onda o autor usa um mecanismo ousado para a elaboração da narrativa, enredo não linear – conhecido por saltos na historia, se mantendo firme para não deslaçar o “segredo” gerando ainda mais o suspense. Um livro que necessita de estômagos fortes para digerir cada detalhe macabro que o livro apresenta. As alternâncias de cenários com os decorrer dos tempos vai criando um forte interesse pela e leitura o que impede ser monótono.


Já os personagens são ainda mais cativantes, cheios de vida e completando a obra, cada um com seu jeito singular e com seus diálogos únicos, transcrevendo para nós os leitores, seus medos, angustias e seus mais profundos desejos de sobrevivência. Mas claro Malorie como a personagem principal, levando consigo todo o desfecho da historia, uma personagem extremamente forte, inteligente e sempre disposta a sobreviver e salvar seus filhos. Uma obra criada para leitores que gostam de pequenos e grandes detalhes e de ser surpreendido a cada capitulo. Uma historia horripilante, amável e cheio de medos. Não se limitem e aprofundem-se nessa magnifica historia.


E vem adaptação cinematográfica por ai, em uma de suas visitas na Editora Intrínseca, Josh Malerman conta que, o filme está na fase de pré-produção e que os direitos foram comprados pela a Universal Studios, no entanto os autores ainda não foram escalados, mas o filme será dirigido pelo o Argentino Andrés Muschietti, do terror MAMA. Nós fãs ficamos no aguardo.
RESENHA ESCRITA POR: CAMILLA CARLA
Paranaense, 18 anos, artesã, apaixonada por livros, séries e filmes, encantada por músicas clássicas, fascinada por artes marciais e apreciadora de café. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: