segunda-feira, 21 de novembro de 2016

ENTREVISTA COM MARIANA ROSA, AUTORA DE ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO

SINOPSE: Eu precisava de ajuda, alguém que pudesse no meio de toda essa escuridão trazer luz. Alguém que pudesse ajudar trazer meu irmão de volta. Tudo o que eu precisava era de uma troca. Alma por alma. Colocar alguém no lugar de Pietro. Seja quem for! Eu só o quero de volta. O procuro desesperadamente e tudo o que eu sei é que ele fora capturado por uma criatura das sombras. Faria qualquer coisa para acha-lo. Iria para os mais profundos lugares da escuridão. As trevas para mim agora, já era uma amiga e era nela que permanecia desde seu desaparecimento. Catastrophe, surgiu na hora perfeita. Ela seria a troca perfeita, mas havia um detalhe crucial que atrapalhava tudo. Eu me via apaixonada por ela. Eu estava dividida entre recuperar meu irmão ou deixar a mulher que amo sofrer o que Pietro sofrera. Mas o que eu não sabia era que Catastrophe era a chave de tudo ela era a luz para todas as trevas.


Como surgiu a ideia de escrever “Entre a Luz e a Escuridão”? Na realidade eu comecei a escrever fanfiction com 17 anos, quando completei 21 anos comecei a ter a necessidade de escrever algo de autoria minha. Eu sempre tive uma imaginação muito fértil, o tempo inteiro minha cabeça funcionava. Mas eu simplesmente não sabia colocar isso em um papel. Então teve um dia que eu sonhei praticamente todo o primeiro capítulo do meu livro e assim que eu acordei comecei a escrever. De começo eu não sabia ao certo o que colocar no papel, mas ao desenvolver os capítulos eu consegui me organizar e fazê-lo acontecer. Um mix de sobrenatural, mistério e um romance lésbico.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Eu não sei ao certo, mas creio que por volta de uns 4, 5 meses.

O que o leitor pode esperar de “Entre a Luz e a Escuridão”? Um romance lésbico sensível, passado no século 19. Onde é possível encontrar elementos sobrenaturais, mistério e suspense. Mulheres independentes e fortes, tão diferentes uma da outra que acabam se apaixonando. Personagens complexos, mostrando que escolhas que parecem erradas, são na realidade as certas.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Sarah Waters, Chevy Stevens. Sarah Waters é uma escritora de romances lésbicos, eu comecei a me espelhar nela e escrever histórias que no fundo me representavam. Creio que no meio da literatura faltam autores escrevendo sobre a comunidade LGBT+. Já Chevy Stevens em minha opinião escreve suspenses como ninguém e sempre gostei muito desse gênero.

Se “Entre a Luz e a Escuridão” pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Frédéric Chopin - Prelude in E-Minor (op.28 no. 4).
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Nesse momento estou terminando a faculdade de Marketing e pretendo conciliar as duas profissões.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Oi, tudo bem? Espero que vocês tenham gostado da entrevista, fiquei meio nervosa, tenho que confessar. Porém estou muito feliz pelo convite, afinal essa foi minha primeira entrevista. Gostaria de convidar todos vocês a lerem o meu livro “Entre a luz e a escuridão”. Seria incrível recebê-los e se deleitar com os perigos que cercam o mundo de Victoria. Fique à vontade em me procurar, perguntar, fazer comentários e criticar. Sempre serão mais do que bem-vindos.

Mariana Rosa tem 22 anos e mora no Rio de Janeiro - RJ.

PARA LER "ENTRE A LUZ E A ESCURIDÃO" CLIQUE AQUI!

3 comentários:

  1. Já li.. Maravilhoso. To só esperando o final dessa história.

    ResponderExcluir
  2. Um livro que me surpreendeu e superou todas as expectativas! Muito bem escrito! Adoro!

    ResponderExcluir
  3. To lendo e me apaixonando pela história❤❤❤e maravilhoso.

    ResponderExcluir

Comente com o Facebook: