quarta-feira, 30 de novembro de 2016

ENTREVISTA COM MARLON ALVES, AUTOR DE DIÁRIO DE JIN WHITE

SINOPSE: O caos domina e apenas os fortes sobrevivem. Os mortos voltaram à vida e agora são 99% da população. Uma contaminação se espalha pelo mundo e Nova Jersey é um dos poucos lugares que ainda está a salvo. Jin White é estudante de engenharia e descobre da pior forma que Nova Jersey não está tão a salvo assim, quando a universidade é invadida pelos infectados, após um problema no subterrâneo. Sem saída, Jin precisa deixar o estado o mais rápido possível e nota que as coisas estão bem piores. Agora, junto de seus amigos o jovem luta, dia e noite para fugir das criaturas, na esperança de entender o que está acontecendo.


Como surgiu a ideia de escrever “Diário de Jin White”? Alguns meses após escrever um texto de terror para uma aula de produção, minha professora amou e eu quis fazer da história um livro. Claro que eu tive de mudar várias coisas, o texto sequer era sobre zumbis. Minha paixão pelo gênero também despertou essa chama.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Em cerca de 4 anos, eu já tinha a ideia completa na cabeça e boa parte já está escrita.

O que o leitor pode esperar de “Diário de Jin White”? É uma boa pergunta. Eu diria que pode esperar conhecer um personagem completo, com seus altos e baixos. Pode esperar viver a história sempre no limite do apocalipse.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles, de alguma maneira, te inspiraram a escrever? John Flanagan. Apesar de sua narrativa ser em terceira pessoa – diferente da minha – muito do que ele transpõe em suas histórias me inspirou a fazer cenários mais completos dentro da trama.

Se “Diário de Jin White” pudesse ter uma ter uma trilha sonora, qual música você escolheria? Difícil escolher apenas uma. Talvez a trilha de “A Hora do Pesadelo” ou “Resident Evil – Hóspede Maldito”.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Atualmente, apenas escrevo no conforto de minha casa. Pretendo publicar, futuramente.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Primeiramente, espero que gostem do conteúdo e que leia “Diário de Jin White”. Se você tem o desejo de começar a escrever, teve quando leu minha história, mas tem algum receio, FAÇA! Não tenha medo de fazer as coisas, tenha medo de não as fazer e se arrepender. Escrever é uma arte que deve ser mostrada ao mundo, é um dom que deve ser praticado e aperfeiçoado. Quanto ao livro, críticas construtivas são sempre elegantes. Agradeço pela oportunidade e tenha uma boa leitura!

Marlon Alves tem 18 anos e mora no Rio de Janeiro - RJ.

PARA LER "DIÁRIO DE JIN WHITE" CLIQUE AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: