sexta-feira, 4 de novembro de 2016

RESENHA DO LEITOR: COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ

SINOPSE: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.



Como Eu Era Antes de Você é um dos livros mais apaixonantes que já li e claro está na lista dos meus livros preferidos, quero protegê-lo para sempre. Jojo com toda sua sensibilidade traz a história de Louisa Clark e William Traynor. São pessoas de mundos totalmente diferentes, mas que tem um encontro (desses que só a vida nos proporciona), inesperado e encantador.


Lou, como gosta de ser chamada, é uma jovem um pouco deslocada do mundo e no momento busca um novo emprego. Depois de muitas tentativas frustradas através da ajuda de uma agência encontra como cuidadora uma oportunidade de ganhar um bom dinheiro na mansão dos Traynor, onde conhecerá Will Traynor, milionário, bonito e também muito mal-humorado agora tetraplégico após sofrer um acidente. Mesmo não tendo conhecimentos na aérea de enfermagem ou cuidados médicos, Lou acabada sendo contratada, pois ela não precisará dessas habilidades, Will tem um enfermeiro, o Nathan, que é muito eficiente para esta função, o que mais precisa que ela faça é companhia para Will, mas isso não é demonstrado inicialmente.


Aliás, no início Will não aceita ser cuidado por Lou, nem por ninguém, nenhuma cuidadora durou muitos dias na casa, mas Lou é diferente e não desistirá assim tão fácil. Lou mora com os pais a irmã e um sobrinho em uma casa simples. Ela toda simpática e com uma energia quase palpável namora com Patrick, um cara que só pensa em quantas calorias tem um copo de água, tamanha futilidade dele.


Tudo bem que ele é corredor e precisa praticar exercícios e comer bem, mas ele é muito chato e às vezes trata Lou com muito desdém. Lou começa a fazer companhia para Will mesmo sem ele gostar dessa tarefa, ficando semanas sem se quer conversar com ela. Lou gosta de roupas coloridas e até com certa extravagância (eu adorooo!!!) e isso começa a chamar atenção de Will que ri das combinações feitas por ela.


Will antes do acidente era muito ativo, viajava, praticava esportes, era outra pessoa, uma pessoa feliz e determinada, agora “preso” à cadeira sente que sua vida não tem mais sentido e que não há chance para mais nada. Por isso, planeja em poucos meses dar fim a sua vida. Com o tempo e os esforços de Lou (inicialmente por conta do ótimo salário e depois por seus sentimentos), os dois se aproximam e um invade o mundo do outro, Will mostrará a Lou a vida por outro ângulo, apesentará filmes, músicas, possibilidades que ela ainda não tinha imaginado. Lou monta um planejamento para que Will desfrute de coisas diferentes mesmo utilizando cadeira de rodas e até se propõe a dirigir para que eles façam programas diferentes. Uma das cenas mais lindas é quando Will a convida para assistir a um concerto de música clássica. Ai que fofo!!!


Os dois se transformam com a convivência, Will deixa de ser um pouco ranzinza (eu amo o jeito de Will, ele é engraçado, na verdade seu humor vem acompanhado de ironia), Lou abrirá os olhos dele para o mundo colorido dela. Se você viu o filme e gostou da história (e possivelmente chorou ou talvez um cisco tenha te atacado), sugiro que não perca a oportunidade de ler o livro, a mente da gente viaja ao imaginar toda a saga de Lou para dar mais ânimo a vida de Will, é surpreende como esses personagens enchem nossa vida.


Sou apaixonada tanto pelo livro quando pela adaptação (imaginei eles desse mesmo jeitinho), captaram toda a essência da história e em minha opinião ficou perfeita. Alguns detalhes foram modificados, mas nada que modificasse o contexto da história, ler o livro dará mais detalhes dos acontecimentos, como tudo acontece gradativamente e algumas páginas você poderá suspirar ou dizer ownnn, e, aliás, precisa saber como encerra a primeira parte desse romance, sim, como toda ótima-linda-maravilhosa história tem uma continuação: Depois de Você, falaremos dela semana que vem. Espero que tenham gostado dessa resenha e que tenham ficado com vontade de ler o livro, caso não tenha feito. 

VITAMINAS:



RESENHA ESCRITA POR: GREISI SILVA
28 anos, administradora e artesã nas horas vagas, apaixonada por leitura e artes, não vivo sem música, poesia e cinema. Descobri que viajar é preciso e comer pipoca é fundamental para se ter boas ideias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: