segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

ENTREVISTA COM BARBARA HERDY, AUTORA DE OSSOS

SINOPSE: Acredite no impossível. Bobbi McAvoy, uma reconhecida arqueóloga americana recebe uma proposta para uma exclusiva expedição. O trabalho é classificado e por isso ela só saberá dos detalhes, apenas quando chegar ao destino. O lugar? Egito. E como especialista na cultura Egípcia, é quase proibido para si negar tal proposta. O que não contava nos planos de Bobbi e sua equipe formada por Sky e Smith, seus visionários assistentes, e acima de tudo, companheiros, era ter de trabalhar com a equipe do departamento afiliado, comandada por John Barton, um arqueólogo com um misterioso passado com Bobbi e também um dos principais Seekers de sua geração. Até então, os Seekers é uma história de fantasma vista como uma verdadeira lenda no mundo da Arqueologia e Barton mudara isso. Ao chegarem ao Egito, uma reviravolta transforma a misteriosa expedição de interessante a extremamente perigosa, não apenas colocando suas vidas em risco, como mudando toda a história cultural e religiosa de um povo, o que poderá afetar também, a história mundial. Bobbi não terá apenas que desvendar o mistério por trás dessa impressionante e extraordinária expedição, o seu passado retornará o que a fará descobrir mistérios sobre sua própria natureza. Utilizando seus particulares dons memoriais, como também a lógica, coragem e impulsividade de Smith, Barton e Sky, eles lidarão com uma desconhecida ameaça e precisarão correr contra o tempo para se salvar de um mal irremediável que apenas eles terão o poder de impedir e se perderem, o nosso mundo mudará para sempre.



Como surgiu a ideia de escrever “Ossos”? Eu estava planejando algumas histórias, quando uma cena se destacou, entre os dois protagonistas de Ossos, Bobbi e Barton, eles estavam no aeroporto e o reencontro entre eles era, no mínimo, desconfortável. Fiquei curiosa e resolvi descobrir o motivo, quem eles eram, qual era a história por trás deles e quando vi o Universo de Ossos surgiu diante dos meus olhos.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Com a escrita, desenvolvimento, aulas na faculdade no caminho e muita (MUUUITA) pesquisa, 9, quase fechando em dez meses.
O que o leitor pode esperar de "Ossos”? É uma baixa fantasia, então você pode esperar elementos sobrenaturais e muita magia no enredo que acontece um pouquinho em Nova York, e principalmente, no Egito. Temos uma protagonista dona do próprio nariz e uma excelente egiptóloga. O seu par romântico é tão complicado que mal é capaz de amarrar o próprio sapato sem ajuda. Na parte secundária, temos um nerd nervosinho e uma arqueóloga novata com uma impulsividade felina. Eu amo diversificar uma história, então temos aventura, suspense, mistério, magia, muita comédia, romance e um pouquinho de drama como cereja no topo desse bolo. É um livro que, sem sombra de duvidas, te emerge no Universo dos personagens e não te dá oportunidade de recuperar o fôlego.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Jane Austen me inspira monstruosamente. O seu humor irônico, o seu olhar realista sobre os personagens e a dureza sobre os relacionamentos humanos me inspira em todas as minhas histórias. J.K. Rowling  e o André Vianco e as suas histórias de vida são um mantra para mim.

Se “Ossos’’ pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Curiosamente, ‘’Ossos’’ tem uma trilha sonora e vocês podem escutar aqui!




Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Sou escritora e sou estudante de Letras.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Oi, mates! Tudo bom com vocês? E aí, como vão as suas leituras? Espero que boas! Estamos vivendo um momento de ouro na Literatura Brasileira. Temos a nossa disposição diversos meios para leitura de novos trabalhos e diariamente, temos novos escritores surgindo com histórias incríveis para serem devoradas e curtidas por nós. Aproveitem. Deem uma chance a novas leituras, novos autores. Curtam e compartilhem suas histórias. Não deixem de comentar! É fundamental para um escritor saber que não está sozinho – sim, sofremos do complexo do ‘estou só, ninguém me ama’. E se você é um leitor com um pezinho na escrita: você está esperando o que para se aventurar na sua história? Comece hoje. Leiam, escrevam. Não desistam!

Bárbara Herdy tem 26 anos e mora em Niterói - RJ. 

Escritora do livro Apenas Respire, publicado na Amazon, tradutora, Moody, Hobbit, Slytherin,1840s Kid, Gamer, Hipster, Queen e Jane Austen me entenderia, mates.

PARA LER "OSSOS" CLIQUE AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: