sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ENTREVISTA COM LEONARDO BERTAGNOLLI, AUTOR DE BANDEIRA NEGRA

SINOPSE: A Bandeira Negra farfalhava ao vento tempestuoso. O Canto dos piratas ecoava acima da tempestade, até mesmo os deuses ouviam. Mas a figura encapuzada na proa não cantava. Não. Ela apenas observava a tempestade de raios verdes se aproximarem. Nada de bom podia vir disso. A tempestade rugiu... Os raios cortaram o céu. Raios verdes. Cheios de energia profana. Aquela tempestade sempre o procurara, farejando cada canto dos mares para encontrá-lo. Agora, ela o achou, e, no canto mais escuro e profano do Abismo, a origem da tempestade gargalhou.


Como surgiu a ideia de escrever "Bandeira Negra"? Eu estava entediado. Aí resolvi escrever algo no universo que criei. Foi simples assim. Haha. 

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Cinco anos. E ainda não está toda escrita, apenas programada. 

O que o leitor pode esperar de "Bandeira Negra"? Eu me esforço muito pra quebrar o clichê e deixar o leitor querendo mais, o que o leitor pode esperar do meu livro? Hm... Acho que o correto seria: Não espere nada, surpreenda-se.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Meu autor favorito é Patrick Rothfuss, e ele me inspirou no quesito quebra de clichê.

Se "Bandeira Negra" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Não sei. Seriam muitas músicas, provavelmente todas do Brunuh Ville, meu compositor favorito.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Bom... Sou estudante de psicologia e trabalho na loja dos meus pais, escritor, por hora, é mais como um prazer.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Nunca, jamais desistam se vocês querem algo, seja um livro, um sonho, ou qualquer coisa, se vocês desistirem fácil, não alcançarão nada na vida, pois tudo, exatamente tudo, exige esforço, dedicação, e perseverança.

Leonardo Bertagnolli tem 18 anos e mora em São Miguel do Oeste.

PARA LER "BANDEIRA NEGRA" CLIQUE AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: