quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

RESENHA DO LEITOR: EXTRAORDINÁRIO

SINOPSE: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade - até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente - convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.


Não julgue um menino pela cara.

Extraordinário poderia ser mesmo extraordinário se tivesse um desenrolar mais maduro, mais envolvente, ou até mesmo mais dramático. O livro fala sobre a vida de Auggie, e sua inserção em um mundo externo totalmente novo, em uma escola de verdade, com amigos de verdade em uma vida de verdade. Poderia ser tudo tão simples, poderia. Mas, o simples se torna complexo pelo fato de Auggie ter nascido com uma deformidade facial.


O tema principal é intrigante, confesso, e um tanto original, porém, no decorrer do livro a autora não desenvolve uma trama tão envolvente, pelo contrário, o fim se aproxima com um gosto de decepção. Decepção em querer mais, em querer sentir mais raiva dos tais “vilões”, ou de se apaixonar mais pelo Auggie. Decepção de esperar por uma lição de vida que não acontece. 


Auggie não é uma personagem cativante, não faz com que nos envolvemos com ele. O fato da diferença em seu rosto, para mim, não é o suficiente para que eu o tomasse como meu herói. Vejo apenas uma criança comum, com suas atitudes comuns. Extraordinário tem uma linguagem bem infantil, talvez pela idade da personagem principal ou pelo verdadeiro publico alvo para o qual ele foi criado, e de fácil entendimento, com capítulos bem curtos.


Considero criativo o fato de a autora ter dividido o livro por visões, o que provoca nos leitores ângulos diferentes da mesma história. Mas o livro peca em não fornecer algo maior, algo que fizéssemos repensar em nossas atitudes a partir do momento que iniciássemos a leitura. Não há uma lição de vida da maneira que cri que aconteceria. Foi apenas uma leitura. O que eu sinto pena, porque, pelo título, criei antecipadamente um universo tão extraordinário que nem de perto se aproximou do que estava escrito. 


Com estreia marcada para 11 de maio de 2017, a adaptação cinematográfica do best-seller de R. J. Palacio terá no elenco Owen Wilson, Sonia Braga, Julia Roberts e Jacob Tremblay que ganhou o público com o filme O Quarto de Jack.

VITAMINAS:



RESENHA ESCRITA POR: TIAGU REIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: