segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

RESENHA DO LEITOR: OS SETE

SINOPSE: Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam. Uma caravela portuguesa naufragada com mais de 500 anos é descoberta no litoral brasileiro. Dentro dela, uma estranha caixa de prata lacrada esconde um segredo. Apesar do aviso grafado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores que a descobriu decide seguir em frente, e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos e cadavéricos são levados para estudos e tudo parece estar sob controle até o despertar do primeiro deles. Em Os Sete, André Vianco atualiza o mito dos Vampiros, apresentando ao leitor seres poderosos, cada um com uma característica única, mas todos com natureza monstruosa e sanguinária. O resultado é um livro envolvente, repleto de ação e reviravoltas, que em pouco tempo ocupou seu merecido lugar entre os mais importantes livros de terror e fantasia brasileiros.


Olá pessoal, longos dias e belas noites! Hoje vamos falar sobre o livro Os Sete do autor brasileiro André Vianco. Publicado pela Aleph em 2016, o livro apresenta a dupla de mergulhadores Thiago e Cézar que juntamente com seu amigo Olavo, descobrem próximo ao litoral da cidade de Amarração no Rio Grande do Sul um velho navio português e, dentro dele uma grande caixa de prata além de outros itens históricos. Buscando lucrarem com esse naufrágio eles entram em contato com uma universidade e conseguem um acordo em troca de ajuda para o resgate do navio e seus tesouros.


Após a retirada da caixa do fundo do mar e a abertura, dentro dela são encontrados 7 cadáveres ressecados dentro dela. A caixa em si apresenta a seguinte mensagem: “Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o Santo Deus e o Santo Papa vos protejam”. E os seguintes nomes: Inverno, Acordador, Tempestade, Lobo, Espelho, Gentil e Sétimo. Os pesquisadores não se preocupam como aviso macabro e continuam a pesquisar os corpos.


Após um acidente, uma pequena gota de sangue pertencente a Eliana, uma amiga de infância dos mergulhadores e pesquisadora,  cai sobre um dos cadáveres que lentamente começa a rejuvenescer, assustando todos os pesquisadores. Acompanhando o rejuvenescimento começa-se a perceber a diminuição gradativa da temperatura no em torno do local onde encontra-se o corpo. Quando o frio alcança níveis insuportáveis, o cadáver acorda. Inverno desperta e, mata 3 soldados ao escapar carregando o corpo de Sétimo, seu irmão mais odiado. Inverno também promete retornar para buscar os outros irmãos e para buscar Eliana, dona do sangue que o acordou.


O livro apresenta alguns pontos bem interessantes e outros que acabam pesando negativamente. As reações dos vampiros as tecnologias modernas como luzes, trens e motores a combustão são divertidas e curiosas, porém existem pontos na trama que são arrastados em exageros ou  pontos que são completamente desnecessários, não avançando a trama. Outro ponto negativo, foi que na capa do livro não há nenhuma referência ao fato de que haverá continuações e ao chegar no fim você se depara com um gancho para o próximo.


VITAMINAS:



RESENHA ESCRITA POR: EDUARDO REIS
Carioca, 27 anos, Analista de TI, Bibliófilo desde criança, fã de carteirinha de Cornwell e King. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: