segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

RESENHA DO LEITOR: O PROTEGIDO - CICLO DAS TREVAS VOL. 1

SINOPSE: "Assim que a escuridão cai, os terraítas aparecem em grande quantidade, gigantes demônios de areia, de vento e de pedra, famintos por carne humana. Depois de séculos, os humanos definham com o esquecimento das marcas de proteção. Arlen, Leesha e Rojer, três jovens que sobreviveram aos ataques demoníacos, atrevem-se a lutar e encarar o perigo para salvar a humanidade."


Longos dias e belas noites pessoal! Hoje vamos falar do primeiro volume da série Ciclo das Trevas escrita por Peter V Brett e lançado aqui no Brasil em 2015, pela Darkside, com a sempre incrível qualidade desta editora. O livro veio com dois detalhes físicos: O primeiro, uma fita marca página, simples, porém muito útil. O segundo, uma folha de tatuagens temporárias douradas e negras, com padrões aparentemente aleatórios.


Darkside = qualidade!

A trama se inicia contando a infância de Arlen, um menino que cresce numa cidade do interior totalmente isolada da capital devido à distância e o temor que viagens noturnas causam, pois os terraítas, demônios do fogo, terra, madeira, ar e areia, surgem todas as noites para atacar qualquer criatura à vista. Arlen é um menino com um talento natural para desenhar as únicas formas de proteção contra os terraítas, as proteções. Desenhos intrincados feitos em madeira, rochas ou metais que se interligam e formam círculos de proteção contra o mal.


A segunda personagem que conhecemos é Leesha, uma menina moradora de um vilarejo de lenhadores, Leesha sofre com o relacionamento abusivo da mãe enquanto sonha em se casar com o seu prometido da vila, até que, em um ataque dos terraítas, ela é obrigada a ajudar a herbalista da vila, Bruna. Nosso terceiro protagonista é Rojer, um jovem aprendiz de menestrel, que após um ataque perdeu dedos de sua mão direita. Rojer possui um talento especial ao tocar a rabeca, que causa efeitos diferentes nos terraítas.


A trama possui um ritmo bom, mantém o leitor atento e curioso e possuem boas cenas de batalha, com bastante violência tanto dos terraítas como dos humanos. Um ponto que senti falta foram os poucos de detalhes sobre as proteções, gostaria de mais detalhes sobre como funcionam, seu posicionamento e imagens de cada uma. Espero que os próximos livros apresentem mais detalhes.

VITAMINAS:





RESENHA ESCRITA POR: EDUARDO REIS
Carioca, 27 anos, Analista de TI, Bibliófilo desde criança, fã de carteirinha de Cornwell e King.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: