sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

PRIMEIRAS IMPRESSÕES: MECHAS VERMELHAS

SINOPSE: Depois de muito lutar, Jacob Williams deixou para trás seu passado marcado pela dor. A música teve uma grande influência para que seguisse em frente, mas para continuar se dedicando à sua paixão, ele vai para Citadel e ingressa no curso de música da renomada Salford. Nessa nova etapa de sua vida, Jacob conhece Magie Donovan, uma garota de mechas vermelhas e um passado tão triste quanto o dele, mas que ainda não o superou. Comovido com a dor de Magie, o garoto decide ajudá-la e com a aproximação, nasce mais do que uma amizade, mas uma revelação pode mudar todo o percurso do que era para ser uma simples história de amor.


Oi minha gente! Minha segunda Primeiras Impressões de hoje é do livro Mechas Vermelhas, um romance do Gabriel Ellan (esse moço de 19 anos e muito talentoso), conferiram a entrevista com ele aqui! Eita Gabriel, eu já estou muito curiosa para saber como será o a história completa de Jacob. Jacob morava com a mãe em Danvill, uma cidade pequena, cheia de vegetação e ar puro (com essa descrição já imaginei um lugar de muita paz e tranquilidade). Mesmo em um lugar tão bonito, creio não ser uma tarefa fácil continuar a vida após perder seu pai e seu irmão, mantendo-se firme para ser a fortaleza para sua mãe não desmoronar.


Passado alguns anos, agora Jacob mudou-se para Citatel, pois seu sonho é fazer uma faculdade artística, na área de música, mas na cidade em que morava não havia, por isso teve que mudar-se para Citatel. E foi com sua mala e o desejo de boa sorte de sua mãe. Chegando em Citatel, foi direto procurar a faculdade de Salford, a maior e melhor da cidade. Foi deixado em frente à faculdade por um taxista muito simpático. E logo já ficou espantando com todo o poder que aquele jardim possuía, devia ser maravilhoso, ainda mais para o moço vindo de uma cidade tão pequena. Era um sonho se tornando realidade. Jacob agora divide o quarto com outro aluno da faculdade, o John Martins. Se deram bem logo no início, e partir de hoje, seriam uma dupla dinâmica.


E foi nesse primeiro dia, conhecendo a faculdade, que ele a viu, linda, com suas mechas vermelhas, linda, porém aparentemente triste e sozinha. Acho que Jacob foi atraído talvez pelo mistério que garota parecia ter. Gostei muito da narrativa, tudo como é descrito, as fotos também são bonitas, de uma garota de mechas vermelhas. Jacob é bem detalhista, ele tem alma de artista (tipo eu, desculpa, gente, não pude perder a piada) e me fez vislumbrar exatamente como é morar nesta nova cidade, suas expectativas, reações, com é ter esse novo estilo de vida, como tudo parecia grandioso. Será que essa garota será o primeiro amor de Jacob, ai meu coração! Leitura gostosa e de fácil entendimento. E, teremos mais um romance para coleção, é fato.


ESCRITO POR: GREISI SILVA
28 anos, administradora e artesã nas horas vagas, apaixonada por leitura e artes, não vivo sem música, poesia e cinema. Descobri que viajar é preciso e comer pipoca é fundamental para se ter boas ideias.

ENTREVISTA COM ÍCARO TRINDADE, AUTOR DE GAROTO À VENDA

SINOPSE: Em um planeta fictício semelhante a Terra, no país de Alendor, as pessoas são divididas por castas e vigoram leis rígidas contra a criminalidade. Ianto pertence a uma das mais baixas dessas castas, e em um momento de desespero tenta roubar comida para ajudar sua família, mas é apreendido pela polícia especial. Quando acreditava que a pena de morte seria seu único destino, ele é surpreendido ao ser levado até um lugar luxuoso, onde é leiloado para alguns dos homens mais ricos e poderosos do país, num comércio ilegal de escravos sexuais. Após ser comprado pelo magnata Eric Pitz, sua relação com o novo dono toma rumos inesperados e terá que aprender a lidar com novos sentimentos que irão surgir em si. Afinal, o dinheiro é capaz de comprar amor? Descubra nesse livro excitante e surpreendente! Inspirado em Okane Ga Nai e A Seleção, Garoto À Venda é um livro cheio de sexo, paixão, drama, surpresas e reviravoltas.


Como surgiu a ideia de escrever “Garoto À Venda”? Garoto À Venda é baseado em um anime chamado Okane Ga Nai, com elementos do mundo criado por Kiera Cass em A Seleção. Eu comecei a escrevê-lo com a ideia de explorar a Síndrome de Estocolmo, já que como estudante de Psicologia, é um tema que sempre me interessou. Comecei sem grandes pretensões, eu postava os capítulos no Wattpad, onde já havia publicado minha primeira obra (Lua Escarlate). Para minha surpresa, a história fez muito sucesso, ultrapassando a marca de 500 mil leituras no site. Foi quando eu percebi que eu tinha potencial para ir além e me aventurei pela Amazon, onde estive em #21 no ranking de livros digitais mais vendidos de todo o site e em #1 na categoria LGBT/GLS por mais de 7 meses. Devido a isso, logo depois escrevi Compra-se Garoto, um livro companheiro de Garoto À Venda, onde a história é narrada por Eric, o magnata que comprou o garoto no primeiro livro. E depois de um ano do lançamento do primeiro livro, lancei Recomeço, a continuação/conclusão da história. Até hoje me surpreendo em quantos fãs minha trilogia conquista quase todos os dias.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Garoto À Venda foi escrito em cerca de três meses, mas a trilogia completa em um ano. Garoto À Venda foi lançado na Amazon em março de 2015 e Recomeço, terceiro volume da trilogia, em março de 2016.

O que o leitor pode esperar de “Garoto À Venda”? Muito romance, erotismo, drama, pitadas de humor e principalmente reviravoltas. É um livro intenso, que traz muitos questionamentos a respeito do o que é certo ou não. 

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Meu autor nacional favorito é o Luke Marceel e internacional Stephen King. Sem dúvidas eles me inspiraram e inspiram a escrever, principalmente o Luke, já que comecei a sentir a vontade de escrever minhas próprias histórias lendo as dele, vários anos atrás. Hoje somos grandes amigos e até compartilhamos um projeto literário, uma duologia chamada Em Teu Domínio, cujo primeiro livro (Em Segredo) deve ser lançado no início do ano na Amazon.

Se "Garoto À Venda" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Quem leu desde o início no Wattpad, lá em janeiro de 2015 sabe que a história tem algumas referências e brincadeiras com a música Bad Romance, da Lady Gaga. Então essa é a minha escolha.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Escrever é minha profissão. Além disso eu trabalho como capista para outros autores e estudo Psicologia.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Gostaria de convidá-los a conhecer o meu trabalho e para quem já acompanha, só tenho a agradecer pelo apoio e carinho. Vocês são maravilhosos!

Ícaro Trindade tem 20 anos e mora em São Joaquim - SC.

PARA LER "GAROTO À VENDA" CLIQUE AQUI!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

ENTREVISTA COM AMANDA APARECIDA, AUTORA DE REENCONTRO

SINOPSE: Giovanna tinha quinze anos, era feliz mesmo na situação que vivia, ingênua e sonhadora, mas seus sonhos foram deixados para trás quando um pesadelo tomou sua vida. Ao se esconder atrás de uma porta, descobriu a verdadeira origem, de que era adotada. Querendo respostas para suas cruéis perguntas, questionou Juliane sua mãe adotiva: “Quem são meus verdadeiros pais?”. Uma lágrima caiu, um coração partiu-se... Ao escutar que aqueles que deram a vida à ela, rejeitaram-na ao nascer. Afinal, quem era sua família biológica? Esse mistério conviveu com ela durante meses, mas um dia desapareceu de sua memória quando foi obrigada a não acreditar mais em ninguém. Anos irão passar e Giovanna se tornará uma mulher de sucesso em New York, porém será orgulhosa e egoísta. Tentou por muito tempo esquecer seu passado, mas acabou reencontrando suas lembranças que vieram à tona com a volta para o Brasil. E se uma bela música voltasse a ser tocada, um pingente e quatro cartas reencontrados mudassem sua vida?


Como surgiu a ideia de escrever “Reencontro”? Teve inúmeros indícios de que eu iria escrever quando fosse mais velha. Primeiro, o amor pela leitura. E segundo, todo personagem de novela que eu me "apegava" queria criar uma outra história para ele ou ela. Quando mudei de bairro e vim morar perto do centro, tive que desapegar de muita coisa do passado e escrever foi o que mantinha as minhas lembranças vivas. No entanto, quando fui para o 5°ano do Ensino Fundamental, uma amiga chamada Fernanda, insistiu que eu escrevesse um livro. E no dia 19 de maio de 2010, Reencontro teve o seu "Era uma vez...".

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Se eu disser que Reencontro está 100% completo e pronto, é mentira. Sempre tem aquele 1% de dúvida. Até porque, quem começa a escrever um livro numa certa idade, já usa as palavras e um roteiro "amadurecido". Mas o meu?! Gente, de 11 para 12 anos não sabemos muita coisa, né?! Haha. Porém, em seis anos o Reencontro teve 5 roteiros. E prometo que não irei mudar mais, só algumas coisinhas. (Risos)

O que o leitor pode esperar de “Reencontro”? Espero que ele chore muito. E peço que não fique com raiva de mim antes de hora. Sabe, alguns personagens precisam morrer. E a lista não é pequena, hahaha.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Tenho dois, Bruna Vieira me inspirou muito em fazer Reencontro e a continuação dele O Mundo de Aurora, numa estrutura de diário. E o outro Padre Fábio de Melo, a forma que ele escreve e prende o leitor me inspira sem dúvida para Renascer (Último volume da Trilogia).

Se “Reencontro” pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Um Novo Adeus da banda Rosa de Saron, essa música define completamente o livro. 
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Digo que as coisas que optei são extremamente ligadas. Sou fotógrafa há dois anos, pode ver que as fotografias que envolvem meus livros sou eu mesma que reproduzo. E em 2017 entrarei para a faculdade e cursarei Cinema e Audiovisual. Já pensou? Fazer um documentário sobre minhas próprias obras? (Risos) 

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Uma vez disse a minha mãe que as publicações de livros no Brasil poderão ser absurdamente caras e quase impossíveis, no entanto a única coisa que não é escassa é minha imaginação. E Reencontro tem continuação, ele é o primeiro volume de uma trilogia chamada Ethernestrova. E espero falar sobre ela em breve.


E quero dizer a vocês que em 2016 eu não consegui escrever, foi um ano muito complicado, mas saibam que em 2017 voltarei com toda força. E vocês finalmente, irão chorar muito com Reencontro. Eu vos entregarei um pedaço de mim! E por fim deixo um texto de Renascer (para deixar vocês com a pulga atrás da orelha, haha).

Ana IV, Carta -  Século XVI
“Augustine I de modo algum assentiria contemplar-me descendo da carruagem de Luvier, a ser recebida ao som do Hino pelos convidados. Em tempo algum a Majestade, assistiria logo eu, a curvar-me e no silêncio a conceber minha prece. O manto por cima fulvo e por dentro negro como meu cavalo, o Pégaso. Augustine I, não cederia ver o representante da Igreja colocar sob minha cabeça a coroa, aquele objeto tão nobre que me tornaria a mulher mais poderosa da França. A rainha Rhoncelliana. A primeira mulher a reinar no início da Idade Moderna. O rei, jamais aceitaria que eu subisse aqueles degraus para uma coroação. Não, eu não sou inimiga dele. Meramente, a Majestade abominava uma mulher no trono. Ele asseverava que somos frágeis, ineptas. Enganou-se, Augustine I! Vosso filho que seria o Rei, morrera. De forma trágica e fútil. E ousas a pronunciar que eu? Ana Rhoncellis, sejais incapazes? Não! Sob outra perspectiva, não sou rival dele. Unicamente estou aqui para provar aos meus descendentes que uma mulher é capaz de governar uma nação com justiça. Minha mãe, Serena Rhoncellis, era uma rainha consorte. Não tinha poder do Estado. Não tinha voz. Era submissa a ele. Sou a primogênita, estou sendo coroada pela Primogenitura Cognática, onde, se o monarca não ter um herdeiro homem, a sucessão passa para sua primeira filha, porém se ela vier a se casar, seu título por direito próprio, passa a ser de seu esposo. Considero que um dia terei que me casar e isso não demorará, Apolo Derrevielis, és meu noivo. A minha linhagem não fenecerá. Augustine I, era infelizmente, meu pai. Um homem bruto e cruel. Que hoje, está perecendo em um caixão debaixo da terra. E sua rainha consorte, suicidou-se há quase dez anos atrás. E minha irmã Andie, fora omitida da corte ainda aos cinco anos de idade, por ser fruto do adultério da rainha com o conde Benjamin. Seja dito de passagem, ambos eram Bhéllines. Consequentemente, desta maneira, minha inocente irmã, era da linhagem dos traidores, foi assassinada, tão nova e ainda tão pequena. No tempo em que eu ainda tinha dez anos, ingleses invadiram a França para matá-los. A cidade de Orleans fora a primeira ser atacada. Este morticínio foste lembrado como O Massacre 11 de Dezembro. Cresci solitariamente. Sem afetos e bons exemplos. Com ódio e mágoa. No entanto, senti nas raízes do coração o amor. Passei a viver com a cultura Bhellineana,  em memória de minha falecida irmã. De modo algum a Majestade, cederia o trono, o manto, o cetro e a orbe à uma mulher. De modo algum Augustine I, se conformaria com sua primogênita, sendo rainha reinante no Reino Rhoncelliano. Noiva de Apolo Derrevielis e destinada a consumar o Renascer na França. Despertando o fim da rivalidade entre Rhoncellis e Bhéllines e por conseguinte fazer deste povo, o meu aliado. E a proteção do meu legado.”

Amanda Aparecida tem 18 anos e mora em Cubatão, Baixada Santista - SP.

PARA VISITAR A FAN PAGE DE "REENCONTRO" CLIQUE AQUI!

PARA LER "REENCONTRO" NO WATTPAD CLIQUE AQUI!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

RESENHA DO LEITOR: OLHOS DE MEL, LÁBIOS DE FOGO

SINOPSE: Na efervescente França do século XVIII, onde a rica nobreza convivia com a decadência, o marquês Jean Pierre Deschamps, em sua nau mercante, resgata de um naufrágio a misteriosa Camille Dubois, que deixava o país rumo à Portugal. A moça encontra-se sem acompanhante ou bagagem, e com um grave ferimento na cabeça. Encantado pela beleza sem par de Camille, e confundindo-a com uma meretriz em ascensão, o marquês inicia um intenso jogo de sedução que visa atraí-la para seus lençóis. Mas será que ela é mesmo o que ele estava pensando? E depois que ele se encontra irremediavelmente apaixonado por sua encantadora e convalescente hóspede, ela poderá corresponder a esse amor ou julgará que esse sentimento somente é o desejo fremente de um renomado libertino que costuma ver todas as suas vontades atendidas?


Ei pessoal! Como estão? Espero que bem! Há um tempo atrás trouxe para vocês a resenha do Livro “Por Você” da Silvana Barbosa (link da resenha aqui!). Sendo assim, hoje vamos conversar um pouco sobre o livro OLHOS DE MEL, LÁBIOS DE FOGO.


video

Vou começar contando que antes mesmo de começar a ler essa história maravilhosa já estava com muita expectativa. O motivo? Foi o primeiro romance de época que li que não se passava em Londres (o mais engraçado é que depois dele li mais um monte rs). Tudo começa quando nossa protagonista Camille está embarcando indo para Portugal com apenas uma criada e muita coragem. O pai de Camille perdeu tudo que tinha e faleceu, então sua única saída foi ir morar com sua irmã e o cunhado em Portugal. O que a jovem Camille não esperava era que um acidente com o navio a impedisse de chegar ao seu destino. O navio que ela e sua criada estavam começa a afundar. Lembra que falei aí em cima que Camille tem coragem? Pois bem, ela sabe que nas partes mais baixas do navio há mulheres viajando. Essas mulheres são prostitutas e por ter essa profissão não podem viajar na parte superior do navio. Explicada essa parte vamos continuar... Camille vai até onde essas mulheres estão para tentar salvá-las. E esse fato muda para sempre sua vida! Fui dramática né? Ao salvar essas mulheres Camille sofre um grave ferimento e ao acordar se vê em um lindo quarto. Nesse ponto da história que conhecemos Jean Pierre – o mocinho com os olhos mais lindos e a boca mais felina!


Jean é um Marquês Comerciante. Como assim Renara? Embora ele seja marquês, possui navios que usa para fins comercias. E foi em um desses navios que Camille recebe os primeiros socorros. Ainda precisando de cuidados e repouso Camille é levada por Jean até a casa dele, pois dessa maneira ela logo se recuperaria. Mas, o que ambos não imaginavam era que essa convivência iria começar a despertar sentimentos neles. Muita coisa acontece nesse meio tempo... Muita confusão, intriga, bailes, amor e desencontros. Lembra que quando foi resgatada nossa protagonista estava salvando prostitutas? Pois bem! Jean e algumas outras pessoas pensaram que a jovem meiga e corajosa Camille fosse uma. Conseguira Camille provar que não é prostituta? Jean e Camille terão um final feliz? Tá bom... Essa ultima pergunta só foi para dar efeito. É claro que o final do livro é feliz – já falei que amo finais felizes!? Após encontros e desencontros e uma irmã de Marquês intrometida e “cão de guarda”, porém muito, muito legal! As coisas começam a se acertar entre eles. CALMA! Não pensa que já temos um FELIZES PARA SEMPRE. Pois não chegou! Muita coisa ainda vai acontecer, como eu falei. Jean precisa abrir mão de seu orgulho, Camille escolher entre a razão e o coração.


Minhas impressões: Silvana Barbosa me ganhou lá em “Por Você”. Então seu novo romance não seria diferente. Gostei muito da maneira que a autora desenvolve os enredos de suas obras. O fato dela não criar toda aquela enrolação no final para então chegar ao VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE é um super ponto positivo. OLHOS DE MEL, LÁBIOS DE FOGO, possui a dosagem certa de amor, “drama” e comédia. O casal é ótimo separado, mas MARAVILHO juntos. Um completa o outro. Amei o livro do início ao fim.  Sua escrita não deixa pontas soltas (até mesmo no livro que é de série). A maneira como o livro é narrado, os personagens secundários – tudo no livro, possui a medida certa! Parabéns Silvana pela belíssima obra!

video

PARA COMPRAR "OLHOS DE MEL, LÁBIOS DE FOGO" CLIQUE AQUI!

PARA COMPRAR "POR VOCÊ" CLIQUE AQUI!


VITAMINAS:



RESENHA ESCRITA POR: RENARA CABRAL PEREIRA PAVEZ
24 anos, capixaba e casada. Formada em pedagogia. Amo ler e dar aula. A leitura me faz viajar!

ENTREVISTA COM BRUNA RIBEIRO VAZ, AUTORA DE ETERNAMENTE

SINOPSE: É só acreditar que o amor é eterno que ele termina. É só acreditar que o amor terminou que ele recomeça. - Fabrício Carpinejar. Elissa tinha uma única ideia em mente: ser feliz. Não imaginava que isso pudesse mudar do dia para a noite. Quando aqueles olhos - olhos completamente negros - começam a assombrá-la... Achou que estivesse ficando louca. Conhecer James, fez suas perguntas aumentarem cada vez mais. Ela não sabia que sua vida corria perigo, muito menos os mistérios que sempre fizeram parte do seu ser. Sua curiosidade e seu desejo de saber a verdade sempre foram grandes, mas nunca pensou que a verdade pudesse ser mais de que pode suportar. Amor e incertezas. Ódio e medo.


Como surgiu a ideia de escrever "Eternamente”? Sabe aquelas ideias que surgem do nada? Foi bem assim. Eu já tinha começado outros livros, mas eram só rascunhos e essa ideia veio e não consegui resistir.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Bom, ela ainda está em andamento, mas acho que se juntar desde o primeiro rascunho, até a data que pretendo terminá-la, vai uns dois anos. 

O que o leitor pode esperar de "Eternamente"? Ele é um livro de fantasia, mas também tem o romance. No livro os leitores vão ver criaturas que nunca ouviram falar, mas tem aquelas que eles podem ter certeza de que seu papel vai aparecer.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Um só? Tenho tantos, mas os primeiros são Rick Riordan e Cassandra Clare. Se eles me inspiram? Todos os dias. As histórias deles são únicas e eu me envolvi tanto... Fico imaginando um dia as pessoas vão se envolver com meu livro, como eu me envolvi com tantos outros.

Se "Eternamente" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Na história acontece tanta coisa que ainda não achei uma que pudesse dizer: ESSA! Mas se encontrasse seria uma sobre perigo e amor, é claro.

Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? No momento só estou estudando.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Não sou muita boa com esse tipo de coisa, mas vamos lá. Se você tem um sonho nunca desista, ele não pode ficar para trás, muito menos por causa de outras pessoas. Você não vai querer uma vida vazia e triste, imaginando vários 'e se', não seja assim. Independentemente do que aconteça viva SUA vida. Viva os seus sonhos!

Bruna Ribeiro Vaz tem 16 anos e mora em Extrema - MG.

PARA LER "ETERNAMENTE" CLIQUE AQUI!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

RESENHA DO LEITOR: SOB O CÉU DE CABUL

SINOPSE: O Talibã se retirou das ruas de Cabul, mas as sombras de seu regime permaneceram. Fawad, um menino afegão esperto, charmoso e observador, conheceu a tragédia como ninguém: seu pai e irmão foram mortos e sua irmã foi sequestrada. Sempre otimista Fawad espera por uma vida melhor e seu sonho se realiza quando sua mãe, Mariya, consegue um emprego como governanta de Georgie, uma carismática mulher ocidental, e seus dois amigos estrangeiros. Viver com o trio traz uma série de novidades, algumas assombrosas – dentre elas, a relação de Georgie com o poderoso guerrilheiro afegão Haji Khan, que faz com que esse homem terrível seja capaz de realizar surpreendentes atos de bondade. Mas a vida, especialmente em Cabul, sempre tem seus perigos e a próxima calamidade que Fawad deverá enfrentar ameaça destruir a única coisa que ele jamais pensava que poderia perder: o amor por seu país.


Namastê!!! E para diminuir a tensão da minha última resenha “Exorcismo” (que você pode ler clicando aqui!), trago a história de Fawad, um menino afegão de 11 anos que apesar de todo o mal que a vida infelizmente lhe proporcionou é um garoto que credita que tudo pode melhorar e enxerga a beleza estampada por todo o lado. E a terrível história de Fawad se inicia com a morte de seu pai e seu irmão pelo o regime Talibã e o sequestro de sua irmã. E mesmo após esses catastróficos acontecimentos Fawad não perde a pureza de criança. Ele acaba por ir morar no quarto da casa de sua tia, irmã de sua mãe Mariya, o que gera mais chateação para eles. Cercados de sofrimentos o garoto ainda sonha em ter uma vida melhor. O que logo acontece após sua mãe ser contratada como governanta – por uma inglesa idealista apaixonada pelo Afeganistão, um jornalista alcoólatra e uma engenhara lésbica.


A história é narrada em primeira pessoa, por Fawad, o que proporciona ao leitor uma trajetória humorada sobre a vida no Afeganistão, um conhecimento profundo de como são os costumes e as vidas dos mulçumanos, através da visão de uma criança. No cotidiano com o trio, Fawad aprende o real valor de uma amizade, a lealdade e a solidariedade. Andrea cria uma obra, com outro ângulo para Cabul, com uma simplicidade capaz de cativar o leitor, usando um país conturbado por guerras e acima de tudo humano.


Os personagens são cheios de vida e cada um especial a sua maneira, já Fawad, a autora cria uma personalidade que ao mesmo tempo sendo de uma maturidade admirada também uma criança inocente. Além dos acontecimentos do Fawad, a trama traz também um romance vivido por Georgie a inglesa e o Haji Khan, o desenrolar desse romance traz uma linda história de amor. É uma leitura apaixonante e envolvente. Na narração da história cria-se um carinho imenso pelo o garoto, que ao chegar ao final do livro, quer ler novamente a procura de algum outro detalhe que talvez possa ter passado despercebido.




Sobre a autora: Andrea Busfield é uma jornalista britânica que trabalhou como correspondente internacional no Afeganistão. Foi uma das primeiras a cobrir a queda do Talibã, em 2001, como repórter do News of the World. Atualmente, Andrea trabalha como escritora em tempo integral e mora em BadIschl, na Áustria.




VITAMINAS:




RESENHA ESCRITA POR: CAMILLA CARLA
Paranaense, 18 anos, artesã, apaixonada por livros, séries e filmes, encantada por músicas clássicas, fascinada por artes marciais e apreciadora de café.

ENTREVISTA COM DÉCIO GOMES, AUTOR DA TRILOGIA AS CRÔNICAS RIDELL

SINOPSE ALBERTINE - LIVRO 1: Por onde seguir quando o amor e a morte cruzam o mesmo caminho? Albertine conta a história de um jovem casal apaixonado que, após tragédias familiares e infortúnios do destino, realiza o sonho do casamento. Sua nova moradia seria uma gigantesca e lúgubre mansão herdada por Jeremy, descoberta por acaso dentre os documentos ocultos pela tirania de seu pai. Uma construção antiga, repleta de histórias e segredos. Na nova moradia, junto dos criados e de Rosa, a fiel governanta que cuidara do rapaz desde a morte de sua mãe, o casal passa a descobrir que a herança de Jeremy ia muito além daquela grande casa. Havia algo muito maior: algo que colocaria não só o amor dos dois, mas também a vida de Albertine em um perigo mortal e irremediável. Cada uma das páginas de Albertine revela uma história cativante e ao mesmo tempo assustadora. Uma nova visão sobre a angustiante relação entre o amor e a morte o espera neste empolgante romance de estréia do autor Décio Gomes.


SINOPSE MINUETO DA MADRUGADA – LIVRO 2: Após a morte de sua mãe, mudando-se da Alemanha para o interior da Inglaterra, a jovem Rosa Vogelsang ansiava, acima de qualquer coisa, construir uma nova vida longe de tudo que conhecia. Contratada pelo senhor Joseph Ridell, um importante homem de negócios da região, é levada para administrar a imponente mansão que carregava o sobrenome de seu dono: uma construção antiga, isolada no coração de uma vasta floresta, de paredes espessas e carregadas de eras e histórias. Pouco depois de sua chegada ao novo lar é apresentada a Dianne, a bela e enigmática noiva de seu patrão, e no decorrer de seus dias, graças à ausência de Joseph, aproximam-se e tornam-se grandes amigas. Lentamente, porém, a jovem governanta passa a descobrir que coisas horríveis e inimagináveis ocorrem no interior da mansão. Entre aquelas mudas paredes a madrugada trazia muito mais do que trevas, e para seu grande temor, a cada novo anoitecer, percebe que a nova e querida amiga está muito mais ligada aos segredos obscuros da família do que ela podia imaginar. Segredos, revelações e terríveis descobertas fazem de Minueto da madrugada um importante capítulo na história da família Ridell. Quando a luz se esconde e as sombras se derramam, um novo ciclo de horrores é iniciado, e com eles vem a certeza de que, cedo ou tarde, o mal encontra o caminho de casa.


SINOPSE ELEGIA – LIVRO 3: Sete anos depois dos assustadores eventos vividos no interior da majestosa mansão Ridell, Albertine e Rosa haviam por completo recomeçado suas vidas. Ao lado do fiel padre Jullian e do pequeno Nathan, o fruto do turbulento passado de Albertine e Jeremy, viviam dias tranquilos na cidade – longe da mansão e de todo o seu passado junto aos Ridell. Sem aviso, porém, visões dos dias de terror passam a perturbar a pequena família em reconstrução. Aparições de Jeremy tornam-se perigosos avisos nos pesadelos de Albertine, e tudo o que parecia adormecido ressurge para por a sanidade e a vida de todos em perigo. O herdeiro da misteriosa e antiga família, assim, lentamente torna-se uma inevitável ameaça, trazendo à tona tudo o que deveria estar para sempre enterrado. Os fantasmas retornam, os demônios renascem, e revelações cada vez mais obscuras batem às portas, entregando segredos que podem desmascarar não só os vivos, mas também os que descansam a sete palmos do chão. Sob as carícias das trevas e a penumbra das mais negras noites de sua existência, Albertine por fim descobrirá que, seja na vida ou na morte, família é para sempre.


Como surgiu a ideia de escrever a trilogia “As Crônicas Ridell”? A ideia para a série surgiu de um conto, que escrevi quando tinha quinze anos. O conto narrava a história de um rapaz que recebeu de herança uma mansão, que já estava abandonada na floresta por mais de vinte anos. Depois da falência da imobiliária da família, o rapaz se muda para a mansão junto com os empregados e sua amada Albertine e lá começam a descobrir os reais motivos que levaram a mansão a ficar por tanto tempo escondida.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? A trilogia começou a ser escrita em 2010, e só agora em 2017 está concluída. Albertine, Minueto da Madrugada e Elegia são os três livros que compõem a trilogia.

O que o leitor pode esperar de "As Crônicas Ridell”? A série pode ser considerada de terror, mas ela também foca bastante no drama e no romance de época. A ambientação é clássica, cheia de detalhes barrocos, seguindo o estilo do filme “Os outros”. O tema geral da série é o amor em conflito com a morte, e até onde alguém é capaz de chegar para salvar a quem ama, mesmo que isso custe sua própria vida. Com acontecimentos fantasmagóricos, a trilogia é uma boa pedida para quem curte histórias de fantasmas e mistérios sobrenaturais.


Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Meu autor favorito é o Edgar Allan Poe. Sem nenhuma dúvida ele me inspira muito, pois meu estilo de escrita segue os passos dele, com histórias obscuras e geralmente ambientadas em cenários de época.

Se “As Crônicas Ridell” pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? In The Garden, da cantora Dolores O’riordan. A letra retrata um pouco dos conflitos psicológicos presentes no livro e também tem um tom obscuro e melancólico, que combinam bastante com a história.

Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Além de escrever, eu trabalho produzindo capas de livros para algumas editoras. Basicamente, minha vida hoje gira em torno de livros!

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Agradeço a todos que tiraram um tempinho para ler a minha entrevista. Espero que um dia possam ler as minhas histórias, pois eu nada sou sem vocês, leitores. Um grande abraço a cada um de vocês! 

Décio Gomes tem 28 anos e mora em Caruaru - PE.

PARA LER "ALBERTINE" NO SKOOB CLIQUE AQUI!

PARA LER "MINUETO DA MADRUGADA" NO SKOOB CLIQUE AQUI!

PARA LER "ELEGIA" NO SKOOB CLIQUE AQUI!

PARA LER A TRILOGIA "AS CRÔNICAS RIDELL" NA AMAZON CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

ENTREVISTA COM BÁRBARA ZANATTA, AUTORA DE VOCÊ SE APAIXONOU POR MIM

SINOPSE: A fim de extinguir um sentimento que é considerado errado, o governo criou um medicamento que seria a solução. E, aos 18 anos, todos os jovens são obrigados a se desvincular desse sentimento considerado tão errado e superficial. Katelyn Martin tem ainda 16 anos, mas seu "amigo" de infância, Christopher, está quase completando a esperada idade pelos outros adolescentes. Isso faz com que tudo que Kate aprendeu desde os seus cinco anos seja esquecido e superado pelo profundo sentimento que cresce pelo garoto. Em um dia qualquer, Katelyn conhece Saggy e Elyze, suas novas melhores amigas. As coisas pareciam bem, até que um pequeno deslize acabou com tudo. Depois disso, Kate não sabe se pode confiar em mais alguém, principalmente em si mesma. "(...) ela desejava amar, como se isso não fosse errado, como se a única punição desse sentimento fosse a saudade."


Como surgiu a ideia de escrever "Você Se Apaixonou Por Mim”? Bom, digamos que antes de começar a escrever o livro eu já tinha um final em mente, então a história foi fluindo enquanto eu escrevia.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Acho que demorou uns cinco meses e alguns dias, mas acreditem, tive muuuuuitos bloqueios criativos no decorrer da história!

O que o leitor pode esperar de "Você Se Apaixonou Por Mim”? Enquanto eu escrevia a história eu fiquei com: raiva, ódio, tristeza, felicidade e indignação, então espero o mesmo dos leitores.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Eu tenho vários autores que de alguma forma me marcaram e inspiraram, mas a que começou meu sonho de ser escritora foi Lauren Kate. Depois que li Fallen eu comecei a escrever histórias "bobas" porque ainda era uma criança, mas depois fui evoluindo e consegui chegar até aqui!

Se  "Você Se Apaixonou Por Mim" pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Acho que seria "No Love" do Simple Plan, como o nome já diz tem muito a ver com o livro.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Eu confesso que nunca pensei em ser escritora como profissão, é mais para um hobbie que quero continuar por muito tempo ainda. Como tenho 17 anos não sigo uma carreira, mas pretendo cursar algo relacionado à literatura. 

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Se algum de vocês tem o sonho de ser escritor, não desista, mesmo que aconteça um bloqueio criativo, mesmo que alguém duvide de você e coisas assim, acredite em seu potencial, pois se você corre atrás do que quer, você consegue.

Bárbara Zanatta tem 17 anos e mora em Jundiaí - SP.

PARA LER "VOCÊ SE APAIXONOU POR MIM" CLIQUE AQUI!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

RESENHA: TODA SUA

SINOPSE: Eva Tramell tem 24 anos e acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agências de publicidade dos Estados Unidos. Tudo parece correr de acordo com o plano, até que ela conhece o jovem bilionário Gideon Cross, o homem mais sexy que ela — e provavelmente qualquer outra pessoa — já viu.  Gideon imediatamente se interessa por Eva, que faz tudo o que pode para resistir à tentação. Mas ele é lindo, forte, rico, bem-sucedido, poderoso e sempre consegue o que quer — e é claro que Eva acaba se entregando. Uma relação intensa começa. O sexo é incrível. Capaz de levar os dois a extremos a que jamais tinham chegado. E, então, eles se apaixonam — o que pode ser tanto a chave para um futuro feliz quanto a faísca que trará de volta os traumas do passado.





Oi minha gente!!! Vamos falar de um livro um pouco mais apimentado. A série Crossfire inicia com o livro Toda Sua, é de conteúdo adulto e da autora Sylvia Day. Praticamente todos os livros dela são neste estilo, gosto muito dessa autora e me apaixonei por esse livro que na verdade, é o primeiro de cinco livros. E já teve projetos nos Estados Unidos para ser adaptada para a televisão, mas nada definitivo. Na internet existem teasers não oficiais do que seria a saga.



Nele conhecemos a história entre Eva Tramell e Gideon Cross, que para mim são personagens lindos e que se completam de uma forma incrível. Acho que segue “quase” a linha dos 50 Tons de Cinza (eu acho pelo que vi no primeiro filme, mas li os livros, não posso comparar exatamente), Gideon é um jovem empresário bilionário e lindo! Chama atenção de todas as mulheres por onde passa, tanto com seu poder financeiro, como em seu comportamento de dominador, ele controla tudo o que está a sua volta.



Eva tem 24 anos, é linda, filha única de um casal já separado, mas tem uma ótima relação com ambos. Eva saiu de San Diego para trabalhar na cidade que nunca dorme. Eva trabalhará em uma agência muito conceituada de Publicidade e Propaganda, aérea de sua formação. Alugou um apartamento com seu melhor amigo Cary, que também terá a vida transformada agora com a carreira de modelo fotográfico. 



Esta agência fica num prédio imponente no coração de Manhattan e seu dono é Gideon Cross. Os dois se embarram na portaria onde Eva foi conhecer o lugar em que irá trabalhar, por grande coincidência do destino, sofrem uma atração imediata, quase incontrolável. Gideon que sempre teve as mulheres que quis aos seus pés, agora, quer Eva, o que no inicio parecia apenas uma atração meramente sexual vai se transformando em algo maior, em pouco tempo, Eva se vê apaixonada por esse partidão. Afinal o cara é lindo e bilionário. Mas, Eva não se atrai pelo dinheiro ou as coisas que ele pode e poderá proporcionar a ela, pois ela também é independente financeiramente (ela não tem tanto dinheiro quanto de Gideon, mas não precisa dele para isso).



Gideon e Eva estão tentando engrenar um relacionamento, os dois contam com muitas coisas contra, o passado dos dois voltaram a assombrá-los, seus antigos relacionamentos, os abusos sexuais que ambos sofreram na infância, até é um ponto que acredito que seja isto que faz com que eles se entendam tanto, a dor dividida, hoje transformada em amor.



Eu amei todos os livros da série. Estou terminando de ler o quinto e último livro da série e já estou com saudades. Gosto muito da narrativa, os detalhes da história, os ambientes, os personagens, as intrigas e a forma como tudo é resolvido, acho que tudo se completa muito bem e aguça a curiosidade para saber mais. Espero que gostem e se apaixonem por este casal.




A série completa tem os seguintes títulos:
Primeiro: Toda Sua
Segundo: Profundamente Sua
Terceiro: Pra sempre Sua
Quarto: Somente Sua
Quinto: Todo Seu





VITAMINAS:




ESCRITO POR: GREISI SILVA
28 anos, administradora e artesã nas horas vagas, apaixonada por leitura e artes, não vivo sem música, poesia e cinema. Descobri que viajar é preciso e comer pipoca é fundamental para se ter boas ideias.