sexta-feira, 28 de abril de 2017

RESENHA DO LEITOR: COROAÇÕES - AURORA DE POEMAS

SINOPSE: Coroações – Aurora de poemas, o primeiro livro de Débora Garcia, nasce para coroar seus leitores ao propor uma releitura de nossas questões cotidianas através da poesia. Composto por 65 poemas divididos em três capítulos, o livro apresenta em Coroa de espinhos, Coroa de flores e Ojá, poemas que falam de dor, denúncia social, amor, escrita, ancestralidade e negritude. A crítica social se faz presente na maioria dos poemas, o que não faz de Coroações um livro ácido, pelo contrário, a Aurora que envolve seus poemas confere ao leitor a leveza necessária para que os mesmos também queiram vestir a sua Coroa.


Oi minha gente! Vamos falar de poesia. Eu amooo poesia, acredito que seja uma das melhores formas de expressão. É como uma obra de arte, cada um tem sua interpretação, é uma visão diferente do que se lê ou ouve, poesia é livre, poesia é puro amor né gente!


Coroações – Aurora de Poemas é o primeiro livro de poesias de Débora Garcia. Débora é uma das idealizadoras do Espetáculo Sarau das Pretas, que tive a oportunidade de assistir e me emocionar aqui na minha cidade. Aproveito para falar desse projeto incrível, caso tenham a oportunidade de ver esse espetáculo, não percam, é talento puro das poetisas: Débora Garcia, Elizanda Souza, Thata Alves e Jô Freitas.


Além do espetáculo protagonizado pelas poetisas, o microfone é aberto a quem quiser manifestar, poesia, canto, sendo uma manifestação cultural, livre. O importante é participar e acrescentar a esta mistura rica em nossa vida. Além das poetisas tem a linda percursionista Taissol Zyggi. O Projeto completou um ano, vejam a reportagem da JéssicaBalbino!


No livro da poetisa Débora, podemos sentir a as palavras fortes de uma mulher preta, com muita inteligência, emoção, principalmente, em forma de resistência pura. São poemas não só de resistência, mas de amor, ascensão, sobre a vida, descobertas, enfim tudo o que sentimos! Confira um dos poemas feito por Débora. E agora, se tornou um dos meus preferidos.


Sou Negra

Sou Negra!
Negra como a cor da noite
Negra como o carvão
Negra sim!
E não venham dizer que isso é ruim
Porque, eu digo, é muito bom.
Não é fácil. Mas o que é fácil nessa vida de cão?

Sou negra
E a esperança em mim reluz como estrelas no breu
Como a lua e o sol imperam no céu.
A luta em mim resiste como um diamante
Que não se quebra
Meu sangue é preto e vermelho
Pelo luto que guardo pelos meus ancestrais
Abatidos covardemente

O banzo as vezes me persegue
Mas resisto bravamente
Não  vou ser derrotada novamente
Por isso digo com alegria:
Sou negra!
Negra rainha
Negra mulher.
Negra com orgulho.
Sou negra nesta e serei, em todas as vidas!


Se quiserem saber mais sobre o trabalho do Sarau das Pretas - SP, siga nas redes sociais! Espero que tenham gostado! Até a próxima!!!


Sobre a autora: Débora Garcia é poetisa, cantora, atriz, gestora cultural e assistente social formada pela Universidade Estadual Paulista – UNESP. Atua na Associação Cultural Literatura no Brasil desde 2009, na cidade de Suzano, São Paulo. Presidiu a entidade entre os anos 2012, 2014, acumulando ampla experiência em gestão cultural na área do livro e literatura. Desenvolve e participa de projetos culturais nos quais trabalha com a literatura, música e teatro, suas áreas de atuação. Publicou seus textos em diversas antologias voltadas à literatura negra e periférica.

PARA VISITAR A PÁGINA DO SARAU DAS PRETAS - SP CLIQUE AQUI!


VITAMINAS:



RESENHA ESCRITA POR: GREISI SILVA
28 anos, administradora e artesã nas horas vagas, apaixonada por leitura e artes, não vivo sem música, poesia e cinema. Descobri que viajar é preciso e comer pipoca é fundamental para se ter boas ideias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: