quinta-feira, 18 de maio de 2017

ENTREVISTA COM GUILHERME GOMES, AUTOR DE APENAS UM SONHO

SINOPSE: Gabriel é um garoto atormentado pelo seu subconsciente que ao descobrir uma espécie de doença psicológica com o poder de mudar o rumo de sua vida, é guiado para um futuro imutável. Afogando-se em um mundo obscuro localizado em sua própria mente, o jovem culpa-se pelos acontecimentos já vistos nos quais não pode impedir ou interferir. Sentindo-se inútil e frágil diante do destino ganha um entendimento superficial em relação ao seu futuro: “A minha vida já foi escrita, não posso mudá-la”. O garoto envelhece tentando ignorar as suas visões para não se culpar. Mas, nos seus atos de ignorância, percebe que mesmo que ignore o futuro, o futuro jamais o ignora. E assim, abandona as teorias e agarra-se a uma certeza absoluta: “É preciso acabar com isso, antes que isso acabe comigo.” Buscando na música uma forma de se agarrar à realidade, Gabriel vivencia suas aventuras de forma comum como qualquer outro adolescente. Até o momento em que seu subconsciente volta a interferir em sua sanidade, confundindo-o e o deixando desequilibrado, batalhando numa constante guerra emocional.


Como surgiu a ideia de escrever "Apenas Um Sonho"? A ideia surgiu através de uma conversa cotidiana com uma amiga chamada Beatriz. Ela sempre me falava dos seus pesadelos e de como aquilo o assustava.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Praticamente ele foi escrito duas vezes, pois quando percebi que a história não estava tão boa quanto eu imaginei que poderia ficar, eu apaguei boa parte para refazê-la e guiá-la para um outro rumo. Neste processo foi quase um ano.

O que o leitor pode esperar de "Apenas Um Sonho"? Pode esperar um suspense e total envolvimento com a história. Acredito que muitas pessoas poderão encontrar um pouco de si mesmas na vida do personagem Gabriel.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Eu gosto muito do Fernando Sabino. E sim, ele me inspira muito a escrever.

Se “Apenas Um Sonho” pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Green Day – Boulevard Of Broken Dreams.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Além de escritor, sou também cozinheiro.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: Acredito que o mundo se divida em dois grupos de pessoas: as que leem e as que não leem. E é fácil reconhecer quem pertence a cada grupo. Por essa razão, tento com minhas histórias atrair mais pessoas para o grupo de leitores. Apenas Um Sonho não é somente um título que justifica toda a história do livro, tem a ver também com a personagem criada e comigo. Um sonho. Adquirir essa obra de ficção não quer dizer que tudo seja irreal, existem verdades escondidas nas quais alguns bons leitores poderão captar. Conto com o apoio de vocês, aliás, o que seria de m escritor sem os leitores?

Guilherme Gomes tem 23 anos e mora em São Paulo - SP.

PARA COMPRAR "APENAS UM SONHO" CLIQUE AQUI! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: