terça-feira, 9 de maio de 2017

RESENHA DO LEITOR: O LADO MAIS SOMBRIO

SINOPSE: Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino - terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas. Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real - o superprotetor Jeb -, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas. Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...


Eu adoro uma releitura, acho que o mesmo livro pode ser contado inúmeras vezes de pontos de vistas e é por isso que O Lado Mais Sombrio tem um lugar especial no meu coração. Quem nunca mergulhou na toca do coelho e conheceu o País das Maravilhas não precisa se preocupar. Apesar de ter base no clássico Alice no País das Maravilhas, o livro tem uma história própria. Alyssa é uma artista talentosa e um tanto macabra, mas com uma história como a dela quem não seria? Seus quadros, feitos de insetos mortos, são um sucesso em aulas de arte e premiados em exposições. O que ninguém sabe é que Alyssa precisa matar insetos por um motivo bem maior que sua arte. Ela precisa fazer com que eles parem de falar, isso mesmo. Os insetos e as flores falam com ela assim como falavam com sua mãe. E Alyssa não quer terminar como a mãe. Internada em um manicômio e dependente de outras pessoas. A loucura é uma coisa normal na família de Alyssa tem sido assim por gerações, as mulheres de sua família descendem da famosa Alice de Lewis Carroll e desde então todas elas tem uma obsessão pelo País das Maravilhas.


— Nada as detém você não pode escapar das vozes mais do que eu. Sua tataravó nunca deveria ter entrado na toca do coelho.

Mas depois de anos Alyssa pode finalmente ter achado uma solução para o problema. Ela descobre que a loucura na verdade é uma maldição que foi colocada em sua família e a única maneira de quebrá-la é entrar na toca do coelho e consertar os erros da primeira Alice que visitou o País das Maravilhas. Ela começa a se lembrar de detalhes de sua infância que antes estavam ocultos e percebe que ela já esteve lá antes, pelo menos em seus sonhos. E no País das Maravilhas, ela tinha um amigo que lhe ensinou a fazer colares de mariposas mortas. Depois de ouvir o chamado do misterioso amigo, Alyssa começa a investigar e acha pistas que a levarão para o País das Maravilhas, mas ela não vai sozinha. Jeb é vizinho de Alyssa, eles estudam juntos e ele é bem ciente do drama familiar dela, o que a deixa bem desconfortável, já que ela é apaixonada por ele. Jeb que sempre foi um amigo presente atravessa o espelho com Alyssa e entra com ela em um mundo que não deveria existir. O submundo da toca do coelho.


— Adorável Alyssa. Os lábios do rapaz ronronam aquele sotaque britânico que eu ouvi na loja. — Você pode curar sua família. Use a chave para levar seus tesouros para o meu mundo. Conserte os erros de Alice e quebre a maldição. Não pare até me encontrar. 

Então Alyssa e Jeb se aventuram no País das Maravilhas e descobrem que grande parte do que está no livro foi suavizado, o submundo é muito mais sombrio de que Carroll fez parecer e os intraterrenos, cidadãos do submundo, são muito mais assustadores e perigosos do que a história conta. Enquanto um por um, Alyssa conserta os erros de Alice, seus sentimentos por Jeb se tornam mais evidentes devido ao perigo mortal que eles enfrentam constantemente. 

— Por que você não acorda o Skittles e depois nós vamos para casa e fazemos uma festinha de verdade? Estou sorrindo tanto que meu rosto dói. Um sorriso provocativo e gozador. Por alguma razão eu não consigo parar.
— Você precisa parar de me olhar desse jeito. Jeb diz com a voz áspera.
— E se eu não parar?


Depois de passar por todas as etapas assustadoras que Alyssa e Jeb tiveram que passar para libertar a família dela da maldição, a garota descobre que nem tudo é tão simples. Morfeu, o amigo de infância que visitava Alyssa em seus sonhos, na verdade a estava manipulando. Fazendo que ela passasse por todas as etapas para se tornar a próxima Rainha Vermelha. A verdade é que Alyssa e toda a sua família são intraterrenos, descendentes da malvada Rainha Vermelha e não de Alice como eles pensavam. Enquanto luta contra suas duas metades, a intraterrena louca e descontrolada que não se importa com consequências e a garota doce e humana que ela sempre foi, Alyssa tem que decidir se quer o trono e precisa descobrir com quem está seu coração.

Eu estou no controle. Digo a mim mesma, mas é mentira. Por que agora que provei dele seus lábios são salgados e doces com o riso de ontem... Afundando nas areias pretas, sob o sol do País das Maravilhas. Morfeu promete uma vida de danças, em um mundo onde tudo obedece aos meus comandos. 


Morfeu é calculista, provocativo e manipulador. Ele desperta o lado mais sombrio de Alyssa, ele desperta a rainha que há nela. E ao mesmo tempo em que a garota está curiosa a respeito desse lado de si mesma que ela nem conhecia, ela também sente falta da vida que tinha antes. Mas quando a vida daqueles que ela ama fica e risco Alyssa precisa lutar para salvá-los, ela precisa usar as armas e os aliados que tem e se tornar uma Rainha Vermelha. O Lado Mais Sombrio é um livro delicioso, cheio de magia e mistério. É sexy engraçado e assustador. É um livro sobre procurar a si mesmo e dar o melhor de si quando descobrir quem você é. 



VITAMINAS:



RESENHA ESCRITA POR: CAROLINA SIQUEIRA
Carol Siqueira, 20 anos, é estudante de Odontologia pela Universidade Positivo e quando não está deixado o sorriso das pessoas mais bonito, ela passa seu tempo lendo histórias sobre criaturas mágicas, que eventualmente se apaixonam, ou escrevendo algum resumo bobo na varanda de sua casa e não perde a oportunidade de adicionar mais um livro a sua coleção de preferidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: