terça-feira, 20 de junho de 2017

ENTREVISTA COM PABLO BENFICA, AUTOR DE DIÁRIO DE SAMANTHA

SINOPSE: Samantha, uma jovem estudante carioca, bonita, vaidosa e simpática. Uma menina normal como todas as outras. Porém, possuía uma característica única, que a tornava diferente das outras meninas: ela carregava consigo um diário, o qual mantinha registrado todos os fatos do dia, obviamente, tudo aquilo que podia recordar. Não era muito popular, tanto no colégio quanto na universidade. Mas tinha João Pedro, Aline, Brunno e Lilian como alicerces de seu verdadeiro círculo de amizade. Após terminar o curso de inglês, seu pai lhe presenteou com uma viagem ao exterior. O país foi escolhido por ela mesma, Canadá. E foi exatamente neste país que ela descobriu ter um sério problema. Não contou a ninguém. Mantendo seu segredo muito bem guardado entre as páginas de seu diário. O que você faria ao descobrir que poderia estar face a face com a morte? Quem você gostaria de ter ao lado? De quem você gostaria de receber o perdão? E por quanto tempo você conseguiria manter guardado um segredo? Pense em tudo isso, mas antes de dormir.


Como surgiu a ideia de escrever “Diário de Samantha”? A ideia surgiu no ano de 2012, quando eu estava lendo a obra de William P. Young , A Cabana. Contudo, usei essa obra como um “auxiliador”, digamos assim, para escrever o meu livro. Usei a obra como uma fonte de estudos, pois eu prestava atenção em cada frase e em cada estrofe, dessa forma eu passava a compreender qual era o momento em que eu usaria pontuações ou os “ganchos” para a entrada dos diálogos entre personagens. Depois disso, fui usando a criatividade e dando “vida” ao projeto.

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta? Quase um mês.

O que o leitor pode esperar de “Diário de Samantha”? Reflexão. Acho que essa seria a palavra correta sobre o que o leitor pode esperar, pois a obra deixa bem claro ao público que, em nossa vida, muitas coisas dependem de nossas escolhas.

Qual autor ou autora é seu preferido? Eles de alguma maneira te inspiraram a escrever? Na verdade não tenho autores preferidos. Embora eu não tenha autores preferidos, mas André Vianco foi um dos autores que, talvez pelo jeito de se expressar em suas obras e esmiuçar a trama entre os personagens, de fato me inspirou a escrever. Porém a inspiração não surgiu somente dessa vertente. Utilizei fatos que observei no dia-a-dia e fatos que convivi. De qualquer forma, misturei tudo isso e criei muitas coisas que enriqueceram a obra.

Se “Diário de Samantha” pudesse ter uma trilha sonora qual música você escolheria? Sem sombra de dúvidas escolheria a música da banda Bullet For My Valentine - Hearts Burst Into Fire.
Você segue carreira apenas como escritor ou tem outra profissão? Tenho outra profissão.

Deixe uma mensagem para nossos leitores: “A vida é feita de escolhas e cada um torna-se responsável pelas suas. Mas nunca devemos esquecer que sempre haverá um preço por trás de cada uma delas” (Pablo Benfica).

Pablo Benfica mora em Aparecida - SP.

PARA COMPRAR "DIÁRIO DE SAMANTHA" NA LIVRARIA CULTURA CLIQUE AQUI!

PARA COMPRAR "DIÁRIO DE SAMANTHA" NA LIVRARIA MARTINS FONTES CLIQUE AQUI!

PARA COMPRAR "DIÁRIO DE SAMANTHA" NA LIVRARIA ASABEÇA CLIQUE AQUI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com o Facebook: